Novidades

19 de setembro de 2017

Telefonema De Finados




Eu nunca fui de acreditar em fantasmas e em comunicação com os mortos . Mas , no dia 3 de novembro de 2003 , aconteceu algo surpreendente !
Todo o dia de finados , meu pai , um homem muito religioso , sempre visita o cemitério e faz orações para todos os mortos da família , na cruz das almas , citando na reza os nomes de cada falecido .
Então , chegou o dia 2 de novembro e meu pai saiu para rezar pelos mortos no cemitério .
Eu , como pessoa cética , fiquei em casa .
Naquele mesmo dia , me deitei às onze da noite e , de madrugada , tive um pesadelo estranho : sonhei que estava em minha casa e de repente o telefone tocou , era a voz da minha tia Eudóxia , que disse :
"- Trate de falar para o seu pai , que estou magoada com ele , pois o João se esqueceu de citar o meu nome , quando rezou pelos parentes mortos no cemitério ! "
Eu acordei suada , porém pensei que fosse apenas um sonho . Mesmo assim , perguntei deste jeito ao meu pai
"- Ontem no cemitério , quando o senhor rezou pelos falecidos da família , por acaso o senhor se esqueceu de citar o nome da tia Eudóxia ? "
Então , ele respondeu :
"- Nossa , realmente me esqueci ! "
Assim , eu falei :
"- Nesta noite eu sonhei com a tia Eudóxia e ela me disse que estava magoada com o senhor , pelo fato de ter se esquecido de citar o nome dela na oração do dia de finados . "
Então meu pai ligou para o meu tio e contou sobre o meu pesadelo . Assim , os dois encomendaram uma missa em nome da alma dela .
Já aconteceu algo semelhante ?

Por:Glaucow Maciel Freitas
Se copiar favor colocar devidos créditos. 

16 de setembro de 2017

A Fazenda de Nashville 2 - A Investigação





Os relatos desta segunda parte se passaram no ano de 2009, o que irei contar aqui foi vivenciado principalmente por mim, um amigo e minha prima. Posso garantir que todas as informações aqui passadas são reais, as únicas coisas que foram trocadas foram os nomes para preservar integridade dos envolvidos e dos locais que se passaram.
Após os misteriosos acontecimentos na fazenda e da estranha morte de meu avô a minha família nunca foi à mesma, minha avó e minha prima até hoje são perseguidas de certa forma pelas coisas que estavam naquele local, particularmente nunca concordei com as autoridades que disseram que meu avô Sr.Vitorino tinha morrido de causas naturais por conta da idade. Por algum motivo a casa foi interditada e a data para sua demolição estava marcada. O que me pergunto é porque agora essa interdição? Porque vão demolir uma casa que existe a mais de cem de anos? Eu sabia que algo estava errado e eu estava disposto a descobrir. 




Área Urbana de Nashville – 01 de dezembro de 2009

Acordei tremendo e suando frio, parecia que estava sendo perseguido por alguma força maligna em meu sonho, se quer lembrava-me do que tinha sonhado, mas não era algo bom pela situação que me encontrava. Fiz pesquisas relevantes sobre a fazenda de Nashville no dia anterior, não encontrei muitas coisas que me chamou atenção, porem uma e outra me atraiu. A fazenda havia sido palco de algumas mortes de algumas das pessoas das famílias que ali passaram. A ultima família a Bronx passou pela residência no ano de 1985 o filho casula de sete anos foi encontrado morto em seu quarto, o pai foi acusado de assassinato, a mãe em depoimento disse que horas antes da morte do filho ele reclamava de mau cheiro e que não via em seu próprio pai uma figura paterna e sim algo ruim (como descrevia o garoto). Há três anos anteriores a família Bronx , Sr. Carter e sua família que constituía com sua Sra.Anny mais dois filhos Nick e Penny desapareceram misteriosamente do local, um ano após a policia encontrou o corpo dos filhos e de Carter costurados dentro dos respectivos colchões devido ao mal cheiro, o corpo da Anny não foi encontrado. Eu estava lendo tudo com muita atenção e aquilo me deixou intrigado e confesso com muito medo, o qual seria as causas de tanta morte, já estava entorpecido com tanto mistério e medo, estava cansado e precisava descansar. O relógio marcava as 18H00MINH quando escutei o barulho do carro de meus pais entrando na garagem, não lembrava se quer que tinham saído, junto deles estava Isabella, passou para me dar um oi e ver como estava após saber de meus pesadelos, também queria alguns de meus livros de Stephen King emprestado. Eu a ajudei muito quando estava em recuperação do trauma, dizendo totalmente curada não quis me deixar sozinho nessa, pois sabia onde estava me metendo. Fomos ate o computador onde mostrei para ela as matérias que encontrei, ela lia com atenção ate que uma foto saltou na tela do computador misteriosamente, Isabella ficou petrificada, assustei com seu estado, a toquei no ombro e ela tremia muito, perguntei assustado o que estava acontecendo e ela disse “ Essa mulher, essa mulher o bode!”  eu fiquei aterrorizado com suas palavras fechei a foto e procurei de onde ela vinha porem não era de nenhuma matéria que estávamos vendo, não existia aquela foto ali nos arquivos do site, aquilo estava ficando estranho demais então resolvemos parar por ali quando minha mãe chamou para o jantar, ela ficou e após comermos resolveu ir embora, vendo o estado que se encontrava me ofereci a para a acompanhar.Resolvemos ir caminhando ate sua casa e conversando sobre outros assuntos para tentarmos esquecer.  Em diversos dias tive varias conversas com a minha prima, que com muito esforço me contou tudo que presenciou e viveu naquele local a palavra ideal para tudo seria “INFERNO”, a minha avó relutou para não me envolver, mas eu já estava envolvido, sabia o que passaram porem não sabia o que os fizeram passar por aquilo, foi neste momento que decidi procurar informações e saber o que realmente aconteceu naquele local e o que teria matado o meu avô, já que as autoridades deram como causas naturais. No passar do tempo vivemos algumas situações bizarras, algo queria nos parar. 




Certo dia recebi uma ligação na madrugada de minha prima, ao atender não obtive resposta alguma, um ruído estranho surgiu de repente do outro lado da linha algumas vozes surgiram sussurrando coisas que não conseguia entender , pensei o que poderia estar acontecendo com minha prima, no mesmo instante pequei o carro e corri até sua casa, acordei todos e por minha surpresa nada estava acontecendo, então nem a contei sobre o ruído no telefone para não os preocupar, resolvi voltar para casa, assim que coloquei o carro na garagem um barulho me fez olhar abruptamente para fora dela e um vulto passou próximo a porta, sai para fora e vi o vulto uma espécie de fumaça densa se desfazendo em minha frente, estaria eu ficando louco ? Os dias foram ficando difíceis à medida que ia descobrindo sobre o local. Em uma sexta feira chuvosa chamei minha prima até minha casa, ela veio acompanhada de um amigo que ficou sabendo dos acontecimentos e por ter conhecimentos sobre misticismo, assombrações e coisas do tipo pensei ter certa utilidade, encontrei uns materiais muito interessantes, ate mesmo registros dos antepassados do local. 




O frio era aterrador a chuva caia de forma fina e serena , digitávamos coisas no Google como ( Fazendas Assombradas, Moradores de Nashiville, Assombrações de Nashville, O Passado de Nashville ) Essa foi nossa ultima pesquisa ate encontrarmos o que de fato queríamos ver. No ano de 1692 a fazenda era habitada por um senhor de nome Tenório , este era dono da maioria das terras que existia naquele local e dono de muitos escravos , vivia com sua esposa Sra.Manheda que era de origem Africana, o casal tinha dois filhos Arthur e Caroline, com o surto de varíola da época  muitos escravos morreram e a fortuna estava acabando  pela falta de mão de obra, Sra.Manheda ambiciosa e fria matou seu marido, não satisfeita sacrificou seus filhos em nome de um deus pagão em troca  da imortalidade , após isso trancou todos escravos que já estavam contaminados em uma cela. 


A eternidade era agonizante e sofrida, Sra.Manheda tinha muitos pesadelos e vivia sendo atormentada por demônios e espíritos da qual a vida havia tirado, não aguentando todo sofrimento se matou, seu corpo foi encontrado pendurado em uma corda no sótão no ano de 1700 ainda intacto sem sinal de decomposição, os restos mortais de Sr.Tenório fora encontrado enterrado na floresta, as crianças jamais foram encontradas. Todas aquelas informações nos deixaram perplexos, as informações vieram como um balde de água fria resolvemos então a ver as fotos dos arquivos, até que encontramos a foto de Sra.Manheda, minha prima no mesmo instante reconheceu e disse se tratar da mesma mulher que penteava o bode. Neste instante sabíamos com o que estávamos lidando, porem teríamos de saber como proceder e com quem contar.

... Continua

Se copiar colocar devidos créditos , obrigado !

Ass: Glaucow Maciel Freitas

14 de setembro de 2017

Who is Janice ? (Creepypasta DeepWeb)





Aqui está uma Creepypasta perturbadora da deep web que envolve muitas coisas estranhas e um
mistério inexplicado.

A História começa com Mark Spielman, que é uma pessoa comum que vive em sua casa, porém tinha certa curiosidade em conhecer o mundo lá fora. Regularmente se senta na frente do computador navega na internet em coisas quaisquer, nada interessantes, memes, YouTube e até mesmo sites pornográficos, ele tem um vasto conhecimento da internet tanto na parte da surface quanto na deep web.
Quando ele descobriu que o departamento da polícia local estava procurando contratar uma pessoa que conhecia bastante da internet ele aproveitou a oportunidade e ingressou na policia.

No começo trabalhava em algumas coisas básicas, como encontrar sites que tinham usuários de CP e estúpidos que vazaram o endereço IP sem usar um proxy e se davam mal. Mais tarde já  no segundo e terceiro mês foi realmente desafiador por causa de hackers inteligentes que vazaram informações confidenciais dos bancos de dados policiais para o público. "Estava com medo de que tudo que eu tinha trabalhado viesse a cair..."

Certo dia, ele estava olhando para alguns sites de pornografia infantil e achou algo realmente perturbador. Encontrou um site com um URL chamado "Sweet15.com".
Um dos maiores sites de CP que nunca havia visto, então começou a cavar no conteúdo do site. Ele navegou na página de forma aleatória, até que clicou em um link de uma imagem chamado "Cathy.jpg"
"Era uma foto de uma jovem com cabelos longos e pele pálida, cerca de 15 ou 17 anos, de pé em um quarto mal iluminado com um sorriso no rosto. Não era um sorriso cheio de dente, mas apenas um sorriso leve. "Mas depois percebeu o nome da imagem não era" cathy.jpg ", mas era" janice.jpg "

Resolveu então clicar em uma imagem chamada "Susan.jpg", mas terminou na mesma imagem “janice.jpg”, mesmo depois de clicar em 15 a 20 arquivos. Até ao abrir um vídeo "PennyPrecious.wav" terminou no mesmo lugar. Com a ajuda de seus colegas do escritório, ele pesquisou, mas todos terminaram no mesmo lugar. Deixou o escritório depois da frustração e no caminho para casa descobriu que faltava alguma coisa que ele realmente não havia verficado.

Pouco depois de chegar a sua casa, começou a trabalhar naquela página e encontrou na última página dos logs do arquivo de imagem um arquivo de imagem solitário chamado "TrueJanice.jpg".
Ele clicou nele, de forma brusca seu computador desligou completamente, ficou irritado, porém, mais tarde ele ligou, foi quando descobriu que todos os seus programas foram excluídos e viu que 1000 arquivos de imagens copiados estavam em sua area de trabalho, o mais chocante e que os arquivos chamavam “janice.jpg”

Um sentimento de medo e interesse incontrolável tomou conta dele, começou então a clicar em uma imagem por vez. Até que notou uma foto com o nome diferente, seu nome era “Foi Janice.jpg”, a foto estava em preto e branco e algo sobre a expressão facial de Janice era diferente.
As primeiras imagens eram exatamente as mesmas, mas depois de alguns cliques, ela se transformara no rosto franzido e assustador. Poucos cliques rápidos revelaram que ela começava a querer expressar um grito.

De repente a tela de seu computador ficou completamente preta, as fotos  estavam passando em slides notou uma cama e nela havia um pacote e do lado um cobertor, agora a cena estava em um quarto escuro com algumas velas queimando para iluminá-lo. “Eu notei com horror que havia manchas vermelhas na parede atrás da cama, que eu tinha certeza que era sangue ". Em uma foto um homem entrou no quadro com instrumentos cirúrgicos e cortou o estômago de umas meninas e começou a rasgar suas tripas, era tão sangrento e vívido. Mark Spielman percebeu que estava na foto 995 de 1000 fotos quando os slides pararam, ele então começou a mover lentamente foto por foto.

Na foto 998 a imagem estava granulada e de qualidade ruim, mas viu uma jovem que olhava para mim. Seus olhos estavam vazios, inexpressivos, não podia ver muito, então eu continuei e fui até a 999. Eu poderia então ver qual era a imagem. Eu estava cara a cara com Janice. Ela estava coberta de sangue e eu sabia que ela já estava morta. A ultima foto tinha um fundo preto com um grande ponto de interrogação no centro e abaixo com uma pergunta simples "Quem é Janice?".

A declaração oficial dada pelo departamento de polícia foi que os oficiais encontraram este documento no disco rígido do detetive Mark Spielmans. “Encontramos este documento armazenado em seu computador, juntamente com o que parece ser uma nota. Tudo o que a nota dizia era “QUEM É JANICE”?" Depois de examinar os arquivos em seu computador, encontramos vários documentos relativos a quem Janice poderia ter sido. "Pelo que podemos reunir, ela foi seqüestrada de sua família há cerca de 20 anos. Ela nunca foi encontrada. Seus pais desapareceram logo após o seqüestro.


Após uma investigação mais aprofundada, os oficiais encontraram código de computador incorporado em suas fotos. “Pelo que pudemos reunir, foi um bit de código codificado que, quando decifrado, foi vinculado a um arquivo de vídeo”. No entanto, ao visualizar o arquivo, os oficiais de investigação o excluíram e se recusaram a divulgar o que tinham visto. Mark Spielman nunca foi encontrado. O caso foi arquivado.

Fonte: Janice.jpg Creepypasta
Tradução: Glaucow Freitas

11 de setembro de 2017

Mamãe... ?



Certa vez, eu e minha amiga fomos passar uns dias na casa de minha avó em um condomínio no meio do campo. Nós duas fomos passar à noite no andar superior, no quarto em que meus tios quando vão para lá costumam dormir. Lá havia uma cama de casal e uma de solteiro, resolvemos dormir juntas na cama de casal, por medo. Umas 4 da manhã, acordo sem mais nem menos, e minha amiga me cutuca perguntando se eu tinha acordado, nós duas acordamos sem motivo juntas, o mais estranho era que estávamos as duas com a boca super seca, morrendo de sede, e por mais que bebêssemos não passava a sede. Minha amiga perguntou se eu também estava escutando, não sabia do que ela estava falando, então ela me contou que estava escutando um cochicho constante que dizia “mamãe”, e me mandou prestar atenção pra ver se eu também escutava. Fechei os olhos e me concentrei, e por pior que pareça, eu escutei. Meus olhos se encheram de lágrimas e falei que também estava escutando. Ligamos a televisão para ver se espantava o medo, mas o cochicho não parava, ficamos a noite inteira acordadas até desmaiarmos de sono. No resto da semana foi tudo normal, não escutamos mais cochicho nenhum, então chegamos a esquecer o ocorrido. Exatamente uma semana depois, minha irmã chegou, então fomos dormir as três na cama de casal, fomos deitar umas 02h30min da manhã, quando novamente comecei a escutar o famoso cochicho, minha amiga disse também estar escutando. Minha irmã então afirmou estar escutando algum cochicho, só não conseguia entender o que dizia. Quanto mais atenção dávamos, mais alto e nítido se tornava o cochicho, então resolvemos ligar a televisão. Depois de um tempinho o cochicho parou, e agradeci em pensamento. Estávamos eu e minha amiga assistindo a TV, e minha irmã já tinha deitado, aparentemente dormindo, quando escutamos uma respiração forte de alguém dormindo, deduzi que era minha irmã, só que esta sentou na cama e disse que não era ela e que ela também estava escutando, então as três apavoradas olharam para a cama de solteiro. Era de lá que vinha o som, que ficava cada vez mais alto. Com o tempo resolvemos ignorar, estava surreal demais, quando o som parou, e os cochichos voltaram. A noite toda os cochichos iam e vinham, até que eu dormi. Depois disso fomos embora de lá, ainda não voltamos, então não posso dizer que vá se repetir esse episódio, só espero que não...

Esta historia foi contada por uma amiga , que autorizou a sua exibição a público.

Se copiar colocar devidos creditos
By:Glaucow Maciel Freitas
horrorurbano.com

8 de setembro de 2017

A Fazenda de Nashville - Capitulo 1



Desde que os meus avos compraram uma fazenda no interior de SP às coisas nunca foram às mesmas, o que seria um sonho do casal se tornou um pesadelo com o passar do tempo. Os relatos que aqui publicados foram vivenciados por meus avos e minha prima na década de 90 e só hoje me foi contato através de um tio. Irei mudar o nome de tudo que possa envolver diretamente suas pessoas e o local do ocorrido.

No ano de 1994 meus avos venderam sua casa na capital, com intuito de sair de toda aquela confusão e tumulto compraram uma fazenda no interior, a fazenda era incrível, alem de enorme extensão territorial que era de se perder de vista os cômodos eram super aconchegantes e espaçosos. Com o passar do tempo a casa ganhou novos ares, não parecia mais àquela mesma simpática e receptiva fazenda, meus avos queixavam de mau cheiro e de muito frio principalmente dentro do quarto em que uma de minhas primas mais velhas de nome Isabella ficava. Os pais de Isabelle sofreram um acidente de carro e morreram imediatamente no local quando voltava de um restaurante, Isabelle desde então órfã começou a morar com os avos, nesta época eu tinha apenas quatro anos de idade e meus outros primos eram todos bebes. Certo dia Isabella chegou tarde da noite em casa, quando aproximou da porta escutou risadas e sentiu um cheiro forte de enxofre que exalava nitidamente de dentro da casa, em alerta entrou e caminhou ate o banheiro onde foi tomar banho, no meio do banho sentiu uma presença um tanto quanto incomoda, teve enjôo e náuseas até que começou a vomitar, não se sentindo bem terminou o banho e foi deitar. 



A madrugada naquele local era indescritível, o tamanho do local fazia a solidão dos três moradores aumentarem dia após dia. Exatamente as 03H00MINAM Isabella acordou de um pesadelo (Em seu pesadelo via algumas pessoas desconhecidas na fazenda, pessoas das quais não conheciam, uma desta lhe chamou mais atenção, era uma mulher que emanava uma energia ruim muito forte, sua presença parecia incomodar todos ali presentes). Após o pesadelo acordou como se alguém a sufocasse, foi quanto notou a janela aberta, não se lembrava de ter a deixado assim, olhou o relógio novamente e ele havia parado exatamente as 03H00MINAM, assim que aproximou da janela notou do lado de fora uma figura que assim que fixou seus olhos reconheceu, não apenas pelo rosto pálido que mal enxergava devido a sonolência, mas sim pela energia que sentiu naquele momento, o mal estar  que tomou conta de Isabella foi instantâneo, que correu ate o banheiro, lavou o seu rosto e voltou ao quarto. Neste momento o seu estado era de total desespero, não sabia o que fazer, deitou na cama e com auxílios de alguns remédios pegou no sono. 

No dia seguinte contou para seus avos sobre o que ocorrera na noite anterior, crentes não duvidaram se quer de uma palavra da garota, até mesmo pelo fato de já terem presenciado algumas coisas terríveis ali. À medida que os dias passavam as coisas pioravam na fazenda. Em um dia qualquer Dona Bernadete (Avó) foi ate o quintal pendurar algumas roupas no varal, notou então que havia alguns bichos mortos próximo a casa e tentou ligar tal fato ao cheiro podre que surgia durante as noites. O que ela não notou e que de tarde o cheiro não existia e os animais mortos estavam frescos impossíveis de exalar tamanho mau cheiro, por não estarem em estado de descomposição. Assim que voltou para dentro de casa encontrou Sr. Vitorino com os olhos esbugalhados, fixado ao espelho, chamou pelo seu nome e não obteve respostas, neste instante chamou a ambulância que o levou para o hospital Sr. Vitorino estava em estado de choque, só que ninguém sabia explicar o motivo, foi feitos alguns exames que detectou que o velho senhor tinha sofrido um susto muito grande e isso fez entrar em estado de choque, neste instantes a situação era de total desespero o meu Avó não falava, não andava e se quer demonstrava qualquer estado de emoção, estavam desesperados e não sabiam o que fazer. 

Assim que Isabella ficou sabendo do ocorrido voou ate o hospital para ver o que estava acontecendo, após uma longa conversa com minha avó Isabella estava decidida a voltar para a fazenda mesmo com a insistência de Dona Bernadete de ela ir para outro lugar, justamente por medo do que poderia acontecer, já que teria de ficar acompanhando meu avô no hospital e a garota teria de ficar sozinha. Naquele mesmo dia de noite Isabella estava em seu computador conversando com alguns amigos, até que começou a escutar uma musica que vinha do quarto de meus avôs, levantou e caminhou ate o mesmo, assim que se aproximou do corredor viu uma luz que movia diretamente até o quarto, ao chegar lá assustou com uma figura que assoviava tal canção que cessará misteriosamente, Isabella não podia identificar o que via, parecia humano pela postura, porem o rosto era cadavérico e o olhar sombrio e vago, espantada e em prantos a garota começou a chorar e gritava para aquela figura sair dali, perguntando o que ela queria a figura então sussurrou algo como “Quero o que e meu, a casa e minha e tudo que aqui esta, NÃO SE ESPANTE!”  no momento do grito da criatura  Isabella teve um súbito ataque de desespero avançou atrás da cortina onde encontrava a figura que desapareceu bruscamente , a pobre garota estava em prantos e chorava muito, resolveu então ligar para uma amiga e começaram a conversar por telefone , precisava desabafar, conversaram até tarde até que resolveram dormir, tomou alguns remédios e prometeu a si mesma que se aquilo não parasse iria embora no dia seguinte, abandonando tudo , iria vir para casa de meus pais onde também morava.  

                                                             " Uma das figuras vistas na casa por Dona Bernadete "

No meio da noite Isabella acordou sentindo muito frio todos seus cobertores haviam parado no chão, em meio o escuro sentiu uma presença nada amistosa, o cheiro podre estava forte , sem reação ficou ali encolhida em sua cama chorando , sentia algo em seu quarto, aquela criatura fazia ruídos assustadores deixando a menina ainda mais tensa, foi quando a porta se abriu e com a claridade que vinha do corredor notou algo andando por ele e este assombração carregava consigo algo que parecia um bode, Isabella ficou com tanto medo que desmaiou. 

Na manha seguinte resolveu sair da casa ainda pela manha, ao acordar notou que seu corpo havia marcas de queimadura, porem apesar de feias estas não doíam, antes passou até o hospital onde recebeu a terrível noticia, Sr.Vitorino havia morrido após um colapso nervoso antes de morrer disse algumas palavras como “Manheda, saiam da casa , ela ...  imediatamente”, Dona Bernadete  não entendera o que o falecido esposo disse, porem escutou nitidamente as palavras saiam imediatamente da fazenda, resolveu então vender o local e se mudou para próximo de seus filhos ( meus pais ) onde também foi Isabella. A fazenda passou para um casal logo após meus avos saírem, à filha que ficava no mesmo quarto de Isabella diz ter visto a suposta assombração no local e que um dia ao acordar viu uma luz que a levou ate o corredor e que quando olhou para o ele viu um mulher penteando um bode preto, após isso não lembra nada, pois desmaiou em seguida. O mais curioso e que minha prima Isabella teve sonhos com uma mulher que também penteava um bode preto  justamente no corredor da casa antes da visão da garota. Hoje minha família vive tranquilamente e minha avô esta bem , minha prima ainda tem sonhos estranhos, porem faz tratamento com psicólogo. Atualmente a fazenda se encontra abandonada, ninguém passa se quer próximo ao local que e muito distante do povoado.

Se copiar colocar devidos créditos, obrigado !
Ass: Glaucow Maciel Freitas
Horror Urbano: http://horrorurbano.blogspot.com/

5 de setembro de 2017

O Ônibus Fantasma








Era noite e a policia fazia uma blitz rotineira próximo a BR 381 em MG , a chuva caia e fazia a noite parecer mais estranha mais do que o normal neste local famoso por acidentes , os policiais avistaram um ônibus e imediatamente mandaram encostar. Ao entrar no ônibus um dos policiais foi pelo corredor ate o fundo dele, no caminho notou pessoas tristes desoladas e uma mulher com um menino em seu colo que não parava de chorar a mulher olhava para o policial com uma olhar de piedade como se quisesse dizer algo, então deixaram o ônibus notando que não tinha nada de errado com o veículo, ao sair o policial Renato comentou com seu amigo sobre um ônibus da mesma linha que sofrera uma acidente no perímetro então seu amigo por curiosidade perguntou qual a placa do ônibus então Renato respondeu assustado o amigo diz que era impossível e dando risadas disse , - Cara se ta loco essa placa que falou ae e a mesma do ônibus que acabara de passar aqui!

By:Glaucow Maciel Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/

Se Copiar Colocar Os Devidos Créditos

31 de agosto de 2017

Não Abra os Olhos (CUIDADO)




No último dia de cada mês, feche as persianas ou cortinas antes de dormir. Se no meio da noite, você ouvir um barulho batendo em sua janela, não abra seus olhos. Se você é um dos azarados, você vai ouvir o som de uma pedra em sua janela. Não é um amigo, basta manter os olhos fechados. O som vai ficar mais alto, as batidas vão ficar mais rápidas e mais rápidas. Não deixe que a sua curiosidade vença você, não se mova. Ela vai perder a paciência, ela vai começar batendo na janela. Sua janela tremerá e os ruídos só vão ficar mais altos. Ela vai bater furiosamente a janela e agitar os vidros, não se preocupe, a janela não vai quebrar, mas pelo amor de Deus, NÃO ABRA OS OLHOS!!! Não importa o quanto você está com medo, não importa o quanto você queira gritar, finja que não ouve, finja que está dormindo. Depois de um tempo, os ruídos vão parar. Não se engane por ela, mantenha os olhos fechados. Tente dormir, se puder. Não se levante, não abra seus olhos, até o sol nascer. Aqueles que abrirem os olhos ... Bem, ninguém sabe realmente o que acontece. Que dia é hoje ?

 Não e de minha autoria , parceiros ;*
 Terror é outro nível : https://www.facebook.com/pages/Terror-%C3%A9-outro-n%C3%ADvel/585254004824689?fref=ts

26 de agosto de 2017

Brincar de Monstro


" Figura suspeita no fundo do quintal

Quando mais novo eu e uns amigos íamos para o fundo do quintal da casa de Dona Nadir, Nadir era avó de um amigo e a gente ia sempre para lá brincar no fundo de seu quintal. A casa era antiga e muitas gerações de sua família passaram por ali, o lugar era imenso e se perdia entre arvores, arbustos e mata, uns diziam que o mesmo era assombrado pelas almas dos entes queridos de Nadir e Julio seu sobrinho, como éramos crianças ignorávamos tais quesitos ate por que queríamos era nos divertir. Uma das brincadeiras mais populares entre nos era a “Brincadeira de Monstro” que funcionava da seguinte maneira, os mais velhos se fantasiavam de monstros, mascaras, vestes caracterizando da melhor forma possível, os mais novos iam para o fundo do quintal onde se escondiam afim de não serem pegos pelos supostos “monstros”. 

Em um dia de Domingo fomos fazer tal brincadeira, sempre de noite para dar mais emoção e sustos, eu era um dos que fantasiava assim como Fernando, Andre, Julio e Guilherme, o resto correu para o quintal a fim de esconderem, coloquei uma mascara do ghostface (pânico) e um lençol preto no corpo e sai para assombrar e pegar os fujões, eu se quer reparei nas fantasias dos demais que iam me ajudar. No fundo do quintal armamos umas tretas para dar mais susto na galera como: tambores e baldes com querosene, espantalhos, marcas de tinta vermelha para simular sangue, entre outros. Em um momento da brincadeira escutei passos caminhando para o fundo do quintal onde havia um córrego que cortava o quintal, segui o barulho até que notei uma figura do outro lado do córrego, corri ate lá a fim de pegar o suposto fujão, quando cheguei à beira do córrego notei que a figura qual seguia era um dos “monstros” e chamei pelo nome de todos, só que essa figura não me respondeu, comecei a ficar assustado com a reação da mesma que parecia grogue e balançava levemente como hipnotizada com o soprar da brisa, aquilo me deixou agoniado e tentei me virar para ir embora, mas algo não deixava, aquela figura me encarava de forma assustadora, chamei novamente até que ela caminhou para o fundo do outro lado do córrego, me virei e fui caminhando ate a casa. 

No meio do caminho outra figura apareceu e essa eu vi nitidamente era alguém coberto por um lençol sujo de algo vermelho que imitava sangue, a figura acenou para mim e se foi a caminhar, não entendi nada e com muito medo chamei pelo nome dos meninos novamente e essa não me respondeu, já não estava sabendo o que estava acontecendo quando corri para a casa onde estavam todas as pessoas que brincavam que vieram em minha direção perguntando onde eu estava, respondi que estava no fundo do quintal e que vi duas pessoas fantasiadas há alguns minutos atrás e dei então detalhes das supostas fantasias, notei uma expressão de terror na cara de todos quando falei Andre então disse que estavam ali há uma hora e que a brincadeira já tinha acabado a muito tempo, e que todos me procuravam e que não tinha ninguém com tais fantasias, neste instante minha cabeça girou e os pelos de meu corpo arrepiaram, expliquei para eles o que tinha acontecido e ninguém entendeu muito bem, uns se que acreditaram. 

Até hoje não sei o que aconteceu comigo aquele dia, não sei quais foram às coisas ou pessoas que vi no fundo daquele quintal, alguns anos depois descobri através de Nadir que os parentes falecidos de Julio também compartilhavam de tal brincadeira, ela então me mostrou uma foto onde pude ver nitidamente alguém coberto de lençol branco sujo de tinta que simulava sangue, perguntei quem era e Nadir me disse que era seu filho Elton, já falecido, tremendo segurei a foto e a reparei por uns minutos notei então uma figura um tanto quanto estranha no fundo da foto, não podia ver o que era, mas algo me dizia que era a mesma figura que vi do lado oposto do córrego.

Se copiar colocar devidos créditos, obrigado!
Ass : Glaucow M Freitas  

24 de agosto de 2017

Achado não e roubado




Pedro e seus amigos estavam de férias e resolveram ir para uma boate para poderem aproveitar melhor e curtir um pouco mais daquela noite. Chegando ao local dançaram, beberam e aproveitaram muito, na hora de ir para a casa passaram próximo ao cemitério, foi ai Pedro e seus amigos desafiaram Carlos que estava com eles a entrar no cemitério e trazer algo para provar que esteve realmente dentro, como Carlos era um dos mais corajosos dos amigos não queria estragar sua reputação com algo tão bobo, ele então falou que iria desde que os amigos o esperassem custasse o que for então Pedro disse que tudo bem, Carlos foi adentrando o cemitério chegando próximo a um tumulo pegou uma coroa de rosas e correu a encontro dos seus amigos, chegando do lado de fora seus amigos então o elogiaram e falaram que realmente o garoto era corajoso e que realmente era um cara de palavra, chegando então  cada qual em sua casa Pedro e os demais amigos de Carlos se despedem e entram para suas casas. No dia seguinte a Carlos acorda e vê que a coroa de rosas que tinha pegado no cemitério não estava mais onde colocara intrigado pergunta sua mãe se ela sabia onde tal estava , ela disse que de manha bem cedinho um senhor chamado Agenor Ferreiro Cunha veio e a pediu alegando ser dele , então Carlos assustado não acredita no que sua mãe acaba de contar , sem falar nada com sua mãe , Carlos lembra que ao pegar a coroa de flores no tumulo estava escrito Agenor Ferreiro Cunha .

Glaucow Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/
Se copiar colocar devidos creditos , obrigado !

19 de agosto de 2017

A Procissão




No interior de Minas Gerais em uma cidadezinha chamada Campos os moradores eram muito religiosos e sempre faziam procissões para finados e outras datas religiosas, ate mesmo caminhadas ate uma gruta onde ficava uma imagem da santa da cidade. Dona Maria não era diferente sempre estava nas procissões e não perdia uma se quer. Certo dia dona Maria acorda no meio da noite e resolve beber água ao chegar na sua cozinha da janela avista um aglomerado de gente que parecia fazer uma procissão ela então tentando achar um motivo de não ter chamado-a, pensa que poderiam então ter esquecido ou algo do tipo imediatamente ela se apronta pega uma vela e corre ate o aglomerado chegando perto ela nota que todos estavam bem cobertos ate mesmo o rosto por uma espécie de capuz ela acha aquilo curioso mas não da muita importância ao se enturmar, ela chega para um das pessoas e diz – Ei comadre me empresta a vela para eu acender ,então a outra pessoa estende a vela dando para dona Maria só que curiosamente a outra pessoa não diz nada , ela então pergunta o motivo da procissão já que ela não soubera de nada a pessoa com quem Maria tenta um dialogo aponta então para o cemitério então ela fica calada e continua seguindo o pessoal ao chegar no cemitério a pessoa com quem Maria tentava conversar descobre o rosto e diz – Vocês fazem procissões direto para nos no dia de finados resolvemos fazer algo para demonstrar nossa gratidão sabendo que um dia estarás com a gente , Maria assustada não acredita no que vê o senhor com quem tentava falar estava com um corte profundo no seu pescoço e parecia morto logo depois outro descobre a cabeça e ela fica chocada com o que vê era seu marido que havia falecido a dois anos atrás vitima de bala perdida estava com uma marca de bala na cabeça , Maria rapidamente corre do lugar e vai para sua casa deita na cama e acaba dormindo no outro dia ao acordar pela manha tenta lembrar do que acontecera e não tem muitas lembranças então ela pensa que poderia ser um pesadelo mas ao chegar na cozinha vê a vela que tinha levado queimada onde havia deixado antes de deitar e a prova que tudo realmente acontecera.

Ass: Glaucow Maciel Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/
Se Copiar Colocar Os Devidos Créditos

14 de agosto de 2017

O Devorador



Estou em meu quarto, chorando e gritando de medo, meus pais já estão mortos, foram decapitados e devorados por ele, morreram na minha frente e eu não consegui fazer nada além de ficar olhando ele lamber o sangue deles, o relógio começa a badalar e isso significa que ele esta vindo até mim, a cada badalada ele se aproxima farejando meu medo, ele esta perto, sinto sua presença em meu quarto, a porta se abre, e então eu o vejo…. (Gritos!)

Apos quatro anos fora do Brasil eu volto, não porque eu quero, mas sim porque preciso enterrar meus pais e meu irmão, morreram de uma forma brutal por uma espécie de seita ou culto monstruoso, eles foram encontrados sem a cabeça e com o estômago devorado, quem foi o monstro que fez isso com ele?

Duas semanas se passaram e eu não consigo parar de pensar, como a policia e a perícia conseguiram fechar o caso falando que não existe nada na qual demonstre um suspeito, como o mundo pode ser tão injusto? Meu pensamento não para por um minuto, só penso em vingança, em matar, eu vou vingar você meu maninho, eu prometo!

Volto a tomar antidepressivos graças a minha psiquiatra que me aconselhou a escrever novamente neste diário, eu odeio ter que escrever nisso mas a única coisa que consegue me deixar calmo é escrever nestas malditas folhas, mas quando fecho os olhos eu só lembro do rosto do meu irmão e de seu corpo sem a cabeça...

Misteriosamente chegou em minhas mãos o diário do meu irmão através dos correios, inicialmente fiquei com medo de começar a ler e achar coisas na qual eu não deveria achar, mas a curiosidade é maior então decido ler…



Dia 28/05/2012

Hoje é meu aniversário, estou tão feliz por estar fazendo 13 anos! O melhor presente que achei foi um livro chamado O devorador, é um livro de terror com alguns rituais estranhos, um dia ainda farei para ver se isso existe!

Dia 02/06/2012

Estou louco por esta entidade chamada O devorador, dizem que sua história é a seguinte: Ele era o servo de uma seita, sua fome era tão grande que ele começou a comer pequenos animais vivos, mas nada satisfazia e então matou sua esposa e a devorou, matou seus pais e os devorou, matou toda sua família e a devorou e no final, devorou a si mesmo para satisfazer sua fome, O diabo então satisfeito com a sua gula o premiou transformando ele em um demônio no qual seu poder é atormentar suas vitimas com ganância para que no final quando não sobrasse nada eles a devorassem.

Dia 08/07/2012

Ontem fui dormir na casa de um amigo e algo muito estranho aconteceu, decidimos fazer o ritual de invocação do Devorador, fizemos um pentagrama invertido em sua sala e envolvemos com vela suas pontas, e pronunciamos as seguintes palavras:

Eu invoco o senhor da fome, da dor, da destruição, o senhor daquilo que existe entre os desejos, aquele no qual não devemos pronunciar o nome, aquele no qual daremos as nossas cabeças como troféu, aquele no qual irá nos vigiar ate chegarmos a insanidade e quando estivermos desesperados e ele estiver totalmente cansado de jogar irá nos matar e acabar com todos aqueles que nos amamos, eu invoco O DEVORADOR!

Por um momento todas as luzes da casa se apagaram e eu vi em minha mente milhares de olhos nas paredes me observando, me vigiando, então eu e meu amigo caímos desmaiados e acordamos no outro dia com os pais dele rindo porque dormimos na sala, não existia pentagrama, não existia nada, isso foi muito estranho.

Dia 09/07/2012

Meu amigo me ligou desesperado falando que sonhou com varias crianças chorando e elas estavam sem suas cabeças, e quando ele acordou ele viu em seu armário uma cabeça sem olhos com sangue escorrendo por todos orifícios e ouviu a seguinte palavra: O DEVORADOR TE OBSERVA!

Dia 15/07/2012

Eu não posso acreditar, DEUS PORQUE!? PORQUE!? Meu amigo está morto e seus pais também! Ele matou seus pais e depois se matou! Eu…. não posso acreditar!

Dia 16/07/2012

Vejo um e-mail do meu amigo e então decido ler, nele está escrito:

Nós nunca devíamos ter feito isso, agora nós somos dele, lhe desejo sorte amigo, irei obedecer as vozes e acabar com tudo isso, tenha sorte, tenha fé, que Deus te siga em sua jornada pois creio que ele me abandonará depois disso, Adeus meu irmão!

Vejo uma palavra escrita com fonte baixa, aproximo meus olhos e leio:

O DEVORADOR VAI TE PEGAR!

Dia 05/08/2012

Deus… Por que? Esta noite sonhei com crianças sem cabeça me olhando, dizendo que minha cabeça será um troféu dele, daquele que não pode ser nomeado, elas estão sem olhos e chorando lagrimas de sangue, por favor Deus, esteja comigo nesta hora.

Dia 15/08/2012

As crianças me dizem para matar minha família e acabar com isso, salvar as almas deles e condenar apenas a minha, mas eu nunca poderia fazer isso, porque meu irmão não esta aqui agora? Será que ele vai atrás do meu irmão? Meu Deus o que fui fazer?

Dia 18/08/2012

Acordo as 3 da manha com as crianças me dizendo, acorde por favor, salve sua família! Então pego minha câmera e meu diário e vou ate o quarto de meus pais, então eu o vejo, Devorando minha mãe, e arrancando a cabeça de meu pai, eu corro ate o meu quarto e me escondo… Estou em meu quarto, chorando e gritando de medo, meus pais já estão mortos, foram decapitados e devorados por ele, morreram na minha frente e eu não consegui fazer nada alem de ficar olhando ele lamber o sangue deles, o relógio começa a badalar e isso significa que ele esta vindo ate mim, a cada badalada ele se aproxima farejando meu medo, ele esta perto, sinto sua presença em meu quarto, a porta se abre, e então eu o vejo….

Horas já se passaram desde que acabei de ler o diário de meu irmão, o que seria este tal devorador e como eu poderia encontra-lo? Começo a beber sem parar e lanço o diário de meu irmão na parede, então uma foto avulsa cai, pego lentamente e leio a seguinte frase:

Agora você sabe sua história, você sabe o nome daquele que não deve ser nomeado, agora você será um troféu dele…

O DEVORADOR ESTÁ ATRÁS DE VOCÊ!

Parte superior do formulário

FONTE : https://www.facebook.com/pages/Terror-%C3%A9-outro-n%C3%ADvel/585254004824689?ref=ts&fref=ts

8 de agosto de 2017

Os Espirros



A historia que vou contar e muito bizarra e não faz nenhum sentido mesmo acredite , mais aconteceu comigo a alguns anos atrás acreditem se quiser. Estava em minha casa pronto para dormir quando escutei um espirro vindo da cozinha só que não tinha ninguém em minha casa , estava completamente sozinho mais mesmo assim fui checa por estar sozinho era como se eu fosse o dono da casa , ao chegar la não encontrei ninguém nem nada fora do normal voltei para a sala onde estava terminando de ver um filme deitei por meia hora e escutei um espirro novamente vindo do meu quarto , frustrado com a situação entrei no meu quarto e procurei de onde vinham tais espirros mais não encontrei. 

Aquilo me deixou tão intrigado que custei a dormir mais mesmo assim depois de um tempo peguei no sono . Meu sonho foi mais ou menos assim , estava em casa vendo tv quando escutei espirro vindo do meu quarto cheguei la e simplesmente deitei na cama , foi quando em alguns segundos escutei outro espirro desta vez vindo debaixo da minha cama , curioso fui olhar o que estava acontecendo ao abaixar me deparei com um senhor de idade de mais ou menos 80 anos e ele me pediu emprestado um lenço dizendo "complicado ficar aqui todo este tempo" eu emprestei um lenço, ele o usou e agradeceu , eu então voltei a dormir mais os espirros continuaram .Ao acordar assustado não entendi realmente burunfulhas do meu sonho , seria cômico se não fosse tão bizarro, o mais intrigante que ao ir para pegar meu ténis embaixo da cama me deparo com um lenço o mesmo que entregara para o senhor que estava debaixo da minha cama e ele estava coberto de sangue . Esta historia e um fato que ocorreu comigo a alguns anos e que ate hoje me deixa assustado acredite ou não , os motivos e o que realmente aconteceu eu não sei mais cuidado com espirros na madrugada.

Ass:Glaucow Maciel Freitas
Se copiar colocar devidos creditos , agradeço desde ja.
http://horrorurbano.blogspot.com.br

7 de agosto de 2017

O que aconteceu com Jannet Holloway ?




Seu nome era Jannet  e ela sabia que algo estava para acontecer naquele dia de Segunda Feira , porem não fazia ideia do que a aguardava . Arrumou seu material e caminhou ate o carro adentrou-o e em seguida abriu o portão e saiu de sua casa, foi dirigindo ate a escola onde trabalhava. No meio do caminho ela começa a sentir um calafrio, uma sensação estranha de não estar sozinha em seu carro, parecia que algo a acompanhava, sentia uma presença que a incomodava de maneira intrigante, porem resolveu tentar ignorar, apesar de difícil tentou não pensar no mal estar que sentia. Ao chegar à rodovia não aguentando a fadiga deu uma olhada em seu carro por completo , no instante que olhou no espelho assustou, não era apenas uma cisma , notou uma figura no banco traseiro do seu carro , pensara então contigo “ O que seria aquilo?” no mesmo instante aquela criatura se move de forma rápida fazendo com que Jannet freasse bruscamente o carro e o parasse , neste instante a criatura segurava seu pescoço a á estrangulava com uma força incrível , ela tentava gritar e se mover porem tudo era inútil por ser muito cedo ninguém estava por perto , na estrada poucos passavam por ali , Jannet estava morrendo , sentia se asfixiar a cada segundo ,quando de repente acorda e com um pulo salta de sua cama . “Ufa! Fora apenas um pesadelo” Um pesadelo estranho e muito assustador que a garota teve , lembrava bem da criatura que vira em seu espelho, era algo indescritível , parecia sair dos piores pesadelos psicóticos , é o olhar , aquele olhar era de dar arrepios a qualquer ser . Levantou da cama foi ate o banheiro escovou os dentes e foi tomar seu banho tentando acalmar e tirar aquele pesadelo da cabeça , no meio do banho escuta um barulho vindo da garagem , jurava por tudo que escutara a porta do carro bater , ficou assustada , se enxugou rapidamente e vestiu sua roupa as pressas e de pé em pé caminhou ate o carro esperando o pior , olhou todos os bancos antes de abrir a porta e por sorte nada encontrou , voltou então e tomou seu café . Estava pronta para ir para seu serviço , entrou no carro e antes de sair tomou todo cuidado checando tudo,  ainda estava cismada mas no entanto se preocupava com o fim do ano letivo e das provas que ainda tinha de aplicar. No caminho voltou a pensar no pesadelo , seu corpo formigava e sua garganta estava seca , seria apenas nervosismo ? Pensava consigo , era inevitável, pois fazia realmente parte do que sonhara naqueles instantes,  a criatura e tudo mais a perturbava muito , olhava no espelho freqüentemente e não via nada a medida que aproximava do local algo parecia acontecer em sua mente, seus ossos pareciam vibrar de forma que fazia doer , sua respiração estava ofegante e tensa , estava com medo , sim era apenas medo o que sentia as olhadas no espelho e o momento em que corria os olhos pelo carro o deixava ainda mais tensa . Certa hora olhou novamente e justamente no local onde viu a criatura em seu pesadelo tomou um susto , no lugar de ver a si própria ali estava uma criatura a própria que a intrigava tanto , no mesmo instante algo a forçou a agarrar o próprio pescoço  ,parecia possuída por alguma coisa  , largando o volante o carro perdeu o controle e por pouco não caiu barranco abaixo , ficou ali parado próximo ao desfiladeiro . Um pouco mais tarde pessoas que ali passavam curiosas encontraram o carro , porem apenas o carro , Jannet não estava ali , e seu corpo ate hoje não foi encontrado .

Se copiar colocar devidos créditos  , obrigado !
Ass : Glaucow M Freitas

4 de agosto de 2017

Lenda Urbana




Estavamos entre amigos em uma bela noite em um sitio do pai de Gillian na roça, umas cervejas e outras e um churrasco animava a noite. A resenha não tinha hora para acabar, o tempo passava e a bebida subia para a cabeça daqueles jovens que estavam bem animados e pretendiam ficar naquele local por todo final de semana. Após algum tempo de bebedeira, risadas, brincadeiras e muita conversa em volta da fogueira já beirando as duas da madrugada Bernard teve uma idéia e propôs uma brincadeira, queria jogar Verdade ou Conseqüência e perguntou se alguém ali topava, de prontidão todos levantaram a mão dizendo “Eu tô!” Quem não gostou muito da ideia foi Lara que já imaginava onde aquilo iria chegar. 

Começaram a brincar e logo após algumas verdades, vieram os desafios que foram aumentando o nível da dificuldade entre os jovens ali presentes, até que em uma hora Lilith que sempre deixava as coisas mais tensas lembrando-se da historia que Gillian contou sobre a menina que foi morta na fossa próximo ao cafezal, desafiou Lara por estar mais tensa a ir ate o cafezal sozinha com apenas uma lanterna, no mesmo instante a garota se negou a fazer tal coisa, porem como todos cumpriam os deveres ela teve apoio de Gillian que sempre gostou da menina e falou que a acompanharia pedindo então e tendo a permissão de todos, levantaram e caminharam pé por pé ate próximo ao cafezal, Gillian encorajava Lara a cada passo segurando sua mão, ela que morria de medo e tremia muito, nunca gostara daquele tipo de brincadeira, porem seguia firme segurando a mão do rapaz,

Assim que chegaram perto do fosso tudo parecia mais gelado e sombrio, a fogueira e os amigos pareciam distantes e o ar parecia pesado dificultando a respiração, tinham cumprido o desafio, porem quando iam voltando notaram uma presença distante próxima ao fosso, uma massa densa se materializava, o casal correu para encontro dos demais na fogueira, não podia ser, mas ambos não podiam imaginar outra coisa, era a suposta garota do fosso , aquela figura caminhou se aproximando , apertaram o passo e só pararam quando chegaram à fogueira, estavam ofegantes e tensos, olharam então para onde viram a figura e não tinha nada ali, aquilo desapareceu misteriosamente, eles se entre olharam e Gillian perguntou “Você viu?” Lara respondeu que sim e Gillian ficou pouco mais aliviado dizendo que também tinham visto, todos ficaram assustados, só que era difícil de acreditavam e pensaram que estariam pregando uma peça em todos para descontar o desafio. 

Neste instante resolveram terminar a brincadeira e ir ate o local onde viram a tal aparição a fim de checar se realmente tinha algo ali, no caminho não viram nada ao chegar no fosso havia um vestido branco sujo de sangue e um colar, nele estava escrito Maria, imediatamente resolveram sair daquele local e comunicar as autoridades e a seus respectivos pais. Quando os policiais chegaram ao sitio nada foi encontrado. Nem mesmo o vestido que disseram ter visto , mas todos insistiam para que fosse melhor procurando , algo estava acontecendo afirmava Lara , então após uma longa conversa onde Gillian comentou sobre a garota enterrada começaram a escavar o local onde fora visto o vestido e pela surpresa de todos ali estava um cadáver enterrado, um esqueleto de uma menina que fora morta há anos, seria este o fantasma da menina do cafezal? Agora o mais intrigante e assustador disso tudo e que o avô de Gillian inventara aquela historia, nunca existiu nenhuma menina do cafezal morta ali , bom pelo menos até agora. O que realmente aconteceu?

Se copiar colocar devidos créditos, Obrigado                                                            
Ass : Glaucow M Freitas

26 de julho de 2017

8# Ed Gein - 1906-1984 (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)

Logo, Ed se tornaria um frequentador assíduo do cemitério por motivos horripilantes: ele usava partes dos cadáveres para decorar sua casa! Ed fez cadeiras e um abajur forrados com pele humana e pratos com pedaços de crânios, entre outros itens bizarros. A “oficina do terror” era na cozinha. Lá, Ed guardava pedaços de corpos na geladeira e cadáveres pendurados em ganchos, como num açougue. Para mutilar os corpos, ele usava a experiência que havia adquirido ao tirar couro de animais.
"Ed Gein"

Ed Gein nasceu no estado de Wisconsin, nos EUA. Sua mãe, Augusta, era uma religiosa fanática, que educou Ed e o filho mais velho, Henry, com muitos sermões, castigos e pouco acesso ao mundo exterior. Quando Augusta morreu, em 1945, Ed ficou transtornado.

Um ano antes da morte de Augusta, Ed e Henry tentaram apagar um incêndio no celeiro da fazenda em que viviam. Henry teria morrido queimado, mas há suspeitas que este seria a primeira vitima de Ed, que teria matado o irmão, pois este vivia brigando com a mãe. Após a morte da mãe e do irmão, Ed passou a viver sozinho- o pai alcoólatra, havia falecido em 1940 – e não demorou para dar vazão a loucura. Em 1947, foi até o cemitério e desenterrou o cadáver de uma mulher que havia morrido recentemente.
 
"Alguns objetos usados por Ed Gein"


Logo, Ed se tornaria um frequentador assíduo do cemitério por motivos horripilantes: ele usava partes dos cadáveres para decorar sua casa! Ed fez cadeiras e um abajur forrados com pele humana e pratos com pedaços de crânios, entre outros itens bizarros. A “oficina do terror” era na cozinha. Lá, Ed guardava pedaços de corpos na geladeira e cadáveres pendurados em ganchos, como num açougue. Para mutilar os corpos, ele usava a experiência que havia adquirido ao tirar couro de animais.

Não satisfeito com os cadáveres, Ed passou a matar. Com uma pistola calibre 32, ele assassinou ao menos duas mulheres: Mary Hogan e Bernice Worden. O corpo de Berenice foi achado retalhado na casa de Ed em 1957, quando a policia deu uma batida no local. O que mais chocou os policiais foi uma “fantasia”, que Ed vestia para “mudar de sexo”. Ela era feita com a pele do cadáver da mãe dele! Lembrou do filme Psicose? Pois é, essa sinistra historia ainda inspirou o filme O Silencio dos Inocentes e O Massacre da Serra Eletrica.

Que fim levou? Ed foi considerado mentalmente incapaz de responder pelos atos. Em 1968, foi transferido para um hospital psiquiátrico, onde morreu em 1984, vitima de parada cardíaca.


FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.

20 de julho de 2017

A Estranha Noite



Ontem a meia noite Renato tinha acabado de chegar da faculdade e estava com fome, resolveu então fazer algo para poder comer, foi até a cozinha e começou a mexer em algumas coisas, enquanto fazia um hambúrguer resolveu ver TV,  quando escutou um barulho estranho na garagem, pensou que podia ser algum animal talvez um gato do vizinho que vivia por ali, voltou à cozinha para pegar o hambúrguer. Nesta cozinha tem uma janelinha que da para o quintal, nela sua mãe pendura um puxa saco, aquelas coisinhas de por sacola, e o puxa saco é horrível e tipo uma menina cozinheira com uma cara bizarra e ela sempre parece olhar para gente,  foi quando alguma coisa bateu na janela, foram três toques que escutou e logo em seguida escutou alguma coisa correndo por volta da casa, ele então tentou ficar calmo pegou o hambúrguer e foi para sala ver TV. Quando acabou foi para o banheiro escovar os dentes , desta vez estava olhando para o espelho quando viu um vulto atrás dele pelo espelho na porta do banheiro o vulto veio junto de uma risada infantil bem discreta, foi tudo muito rápido e não conseguiu identificar, então imediatamente foi para porta vê o que poderia ser, quando saiu olhou para a parte esquerda do corredor que liga a cozinha a copa e viu algo estranho acenando para ele como se desce tchau, essa coisa disparou para fora, ele achou estranho foi ai que viu que a porta da cozinha estava aberta, imediatamente correu e a fechou. Não podia acreditar no que estava acontecendo, será que alguém tinha invadido sua casa, era tudo muito estranho, resolveu ligar para o 190 porém desistiu quando a voz do outro lado respondeu. Ele respirou fundo e foi para cama, antes foi conferir se a casa estava toda fechada foi quando Renato foi para sala e notou que a janela estava aberta quando foi fechá-la olhou para fora dela e viu alguma coisa sentada em um dos bancos da rua de cima acenando como se desce tchau, foi ai que notou que tudo realmente aconteceu, algo estava ali em sua casa. Depois desta noite as coisas se normalizaram, até o dia em que passou por uma menina na rua quando voltava da escola, neste instante sentiu que já tinha visto aquela pessoa. Na manha seguinte nota a foto da mesma menina em um jornal com a seguinte matéria

“Corpo de menina desaparecida há seis anos e encontrado em decomposição na antiga casa dos pais...”

By:Glaucow Maciel Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/

Se Copiar Colocar Os Devidos Créditos.

18 de julho de 2017

A Lenda da Bloody Mary ( Como surgiu ? )




Bloody Mary (conhecida também como Maria Sangrenta, ou Bruxa do Espelho ) é uma lenda urbana que faz parte do folclore ocidental (e oriental, como visto em algumas produções do gênero cinematográfico).

''Chutar três vezes a privada e dizer três palavrões,''Chamar por Maria Sangrenta(Loira do Banheiro,Mulher do Algodão,Bruxa do Espelho,Maria Degolada...) de frente para o espelho'',  São estes entre outros ''rituais'' de invocação de nossa ilustre e simpática Mary.Creio que existam diversas versões desta lenda que aterroriza a imaginaçao das crianças de todo mundo,porém nem todos conhecem a possivel origem.

A lenda de Bloody Mary também é conhecida por lenda da Mary Worth ou Mary Whales. No Brasil a história foi traduzida para a Lenda da Maria Sangrenta ou então da Bruxa do Espelho, Maria Degolada ou até mesmo Loira do banheiro, porém a o ritual para invocá-la permanece o mesmo: a lenda nos diz que há uma maldição para aqueles que pronunciarem o nome Bloody Mary três vezes na frente do espelho, depois de feito isso aparecerá uma mulher horripilante que irá matá-lo, desfigurar seu rosto ou arrancar seus olhos.

                                        
Uma das versões para a origem da Lenda de Bloody Mary conta que a mulher viveu no tempo da inquisição quando as bruxas eram perseguidas para serem queimadas vivas, e desta forma ocorreu sua morte. Dizem que ela amaldiçoou a todos que repetissem seu nome. 


Outra lenda, mais contada aqui no Brasil, diz que Mary era uma mulher muito bonita e que devido a um acidente de carro ficou com o rosto todo desfigurado. As suas cicatrizes ficaram tão feias que a mulher era objeto constante de zombarias e humilhações, por isso ela fez um pacto com o demo para se vingar de todas as pessoas que ousassem a chamar pelo seu nome. 


A origem da lenda de Bloody Mary é frequentemente confundida com Maria I da Inglaterra e Elizabeth Bathory, que é considerada uma versão feminina da lenda de Vlad , o empalador (aquele mesmo que inspirou o personagem Conde Drácula). Em 1978, o escritor Janet Langlois publicou um livro intitulado “Mary Whales: Eu acredito em você”, neste ensaio o escritor tentou explicar a lenda urbana que naquela época já era conhecida.
O livro era baseado em versões de pessoas que teriam testemunhado a aparição de Mary. Em outra versão desta lenda urbana, contam que uma criança disse o nome de Mary 47 vezes na frente do espelho até que uma mulher saiu de lá com uma faca na mão e uma verruga enorme no nariz. 


Simon J. Bronner publicou um livro em 1988 intitulado “Rituais Mary Worth”, onde ele conta uma versão diferente da origem de Mary que aparentemente seria uma mulher assassinada em uma floresta atrás de uma escola, segundo este livro , para chamar Mary é necessário furar um dos dedos com um alfinete e depois , de olhos fechados, deve se pronunciar por 10 vezes a frase “eu acredito em Bloody Mary”, e quando os olhos forem abertos poderá ser visto uma menina no espelho com cabelos longos, pele pálida e um corte em seu rosto. A explicação para ter que chamar Bloody Mary na frente de um espelho deve –se ao fato de que no mundo espiritual, acredita-se que os espelhos são uma espécie de portal entre o mundo dos espíritos e o nosso.

Espelhos: A Lenda pode ser Real!

A lenda diz que se evoca Bloody Mary usando um espelho. Ele é a chave para a evocação poder dar certo, pois para muitos estudiosos, os espelhos são uma espécie de portal entre o mundo dos espíritos e o nosso.

Já publiquei aqui no blog um post chamado "Como Abrir Portais" e no ritual ensinado nele, é usado um espelho.
Faça sua experiência e veja se consegue ver algo através do espelho:

De frente para o espelho, fixe sua visão
num ponto imaginário entre seus olhos.
Material necessário:
- Um espelho médio 

- Uma vela, fósforos e pires / lanterna fraca
- Ambiente escuro ou meia luz.

Em um ambiente escuro acenda um a vela sobre o pires ou prato (faça isso longe de objetos inflamáveis).
Fique a uma distância de aproximadamente uns 40cm do espelho (em pé ou sentado). Coloque a vela a sua direita (ou no chão), um pouco afastado e de modo que ilumine sutilmente sua face. Fixe sua visão em um ponto imaginário entre seus olhos. Evite piscar, fique com os olhos aberto.

Resultados:
Seus olhos ficarão cansados. Neste ponto da experiência, um portal se abrirá atrás de seu reflexo. Importante não desvie sua atenção, fixe no ponto entre seus olhos observe a totalidade do espelho apenas com a sua visão periférica.

O que você poderá ver, entre outras coisas:
- Um mundo estranho se formando atrás de você...
- Seu rosto se transformará em outro...
- Seu rosto poderá perder a pele mostrando os ossos...
- Um ser estranho poderá surgir no espelho, um vulto poderá aparecer

A experiência poderá ser repetida em outros cômodos da casa e em cada cômodo uma visão diferente poderá surgir no espelho.


Bloody Mary na Mídia

Filmes e séries já falaram da lenda da Bloody Mary. O episódio 05 da 1ª temporada da famosa sérieSupernatural se chama Bloody Mary e como você já deve ter sacado, fala sobre a Bloody Mary


.

O Misterio de Candyman

Um filme a explorar a lenda de espelhos foi O Mistério de Candyman (1992). Sinopse:Uma estudante decide provar que Candyman, um terrível espírito escravo, não existe. Ela, então, segue para o local de um crime brutal e o invoca - após pronunciar o nome dele cinco vezes diante de um espelho. Para sua surpresa, ele surge iniciando uma série de horríveis assassinatos.

Lenda Urbana 3 – A Vingança de Mary

                         

Em 2005 o lançaram o filme Lenda Urbana 3 - A Vingança de Mary (no original em inglês, Urban Legends: Bloody Mary). Sinopse: Em uma noite de formatura, um trio de amigas de colégio recitam um encantamento, libertando um mal espírito do passado com consequências mortais. Naquela mesma noite, as garotas são raptadas por uma gangue da escola. Depois de resgatadas, seus molestadores recebem suas justas punições, morrendo um a um em uma reação em cadeia de crimes horripilantes, cada um com algum estilo de Lenda Urbana. Isso tudo não passa de uma brincadeira de mau gosto de colégio levada ao extremo ou será que a vingança de Mary está atacando novamente?

O Jogo Dos Espelhos


Em 2006 foi lançado o filme "O Jogo dos Espelhos" (Bloody Mary em inglês). Sinopse: Tarde da noite, nos corredores de um hospital psiquiátrico, um grupo de lindas enfermeiras conduzem um ritual de magia negra quando as coisas saem do controle e uma delas acaba morrendo na escuridão do hospício. Uma novelista best selling, Natalie Fitzgerarld volta para casa quando sua irmã misteriosa desaparece. Mal sabe ela, que a jovem entrou no poderoso "Jogo do Espelho" e nada pode detê-las deste ritual. Preparem-se O Jogo do Espelho vai começar

A Lenda de Bloody Mary



Em 2008 foi a vez de lançarem o filme A Lenda de Bloody Mary (original em inglês:The Legend Of Bloody Mary). Sinopse: Ryan é atormentado por pesadelos desde a noite que sua irmã, após acessar um site na internet que ensinava como invocar o espírito de Bloody Mary, desapareceu misteriosamente. Agora, anos depois, sua namorada não aguenta mais ver o sofrimento de Ryan e pede ajuda para um antigo professor do rapaz. Padre O’Neal, além de professor e padre é também arqueólogo e decide ajudar Ryan, investigando o que aconteceu naquela fatídica noite e descobrir, de uma vez por todas, a verdade sobre a lenda de Bloody Mary.
Existem outros filmes, como o Mary Mary Bloody Mary e o terror porno Bloody Mary 3D!