Novidades

16 de outubro de 2017

9# Joseph Kallinger - 1936 - 1996 (Psicopatas, Maniacos, Assassinos)


Incitado a matar por uma cabeça imaginaria, roubava casas e ainda torturava suas vitimas. Nasceu na Filadélfia em 1936 e antes de completar 2 anos, foi adotado por Stephen e Anna Kallinger costumavam castiga-lo usando desde golpes de cinta até marteladas. Com isso, aos 6 anos, teve que operar de hérnia na coluna. Seus pais lhe disseram que seu pênis também tinha sido operado para que ficasse pequeno e não funcionasse (uma mentira).

Filho único, Kallinger não tinha amigos e passava a maior parte do tempo ajudando os pais adotivos na sapataria da família. Em 1944, aos 8 anos, sofreu abuso sexual de um grupo de meninos mais velhos armados com faca. Essa agressão foi tão traumática que futuramente ele só conseguiria manter uma ereção segurando uma faca.

Aos 17 anos, casou com sua namorada, Hilda, e teve dois filhos, mas a união durou apenas três anos. Em 1958, casou de novo, após sair de um hospital psiquiátrico. Neste relacionamento teve cinco filhos Joseph Jr, Mary Jo, Michael, James e Bonnie. Extremamente abusivo Kallinger costumava aplicar neles os mesmos castigos que tinha sofrido em sua infância. Em 1972 foi denunciado por três de seus filhos e cumpriu pena de quatro meses, Mary Jo revelou que era amarrada e queimada nas nádegas com uma espátula quente, enquanto Joseph e Michael disseram que foram espancados com cabo de martelo e tiras de couro. Na prisão Kallinger foi diagnosticado com esquizofrenia paranoica.

Acreditando ter recebido a missão divina de salvar a humanidade, Kallinger começou a se comunicar com Charlie, uma cabeça imaginaria que lhe ordenava matar. Em julho de 1974, com ajuda do filho Michael, então com 13 anos, ele fez sua primeira vitima: Jose Collazo, um menino de 10 anos, foi morto a facadas e teve seu pênis arrancado. Poucas semanas depois, a segunda vitima: o próprio filho Joseph Jr. Com a justificativa de tirar fotografias, Kallinger e Michael o levaram em um prédio abandonado. La o amarraram em uma escada de obras e o jogaram em uma área inundada, onde morreu afogado. Pai e filho iniciaram uma onda de assaltos em diversas cidades a partir de 1974. Os dois passavam por vendedores e forçavam a entrada. Armados com facas e um revólver, rendiam e amarravam as vitimas as roubando. Torturaram quatro famílias. Duas vitimas foram obrigadas a fazer sexo oral em Kallinger e outra levou uma facada.

Em Janeiro de 1975, a dupla realizou um assalto a uma casa lotada. A enfermeira Marja Fasching, de 21 anos foi morta a facadas por rejeitar a ordem de cortar com os dentes o pênis de uma das vitimas. Na fuga, Kallinger desfez-se da sua camisa manchada de sangue. A roupa foi encontrada e o conectou ao crime. Em poucos dias a policia foi à casa de Michael. Os investigadores descobriram um buraco na parede que fazia divisa com a residência do lado. Lá encontraram Kallinger no telefone com seu advogado. Ele foi detido, enfrentou dois julgamentos e foi condenado à prisão perpetua. Já Michael foi sentenciado a ficar em liberdade condicional até os 25 anos. Kallinger tentou suicídio diversas vezes na prisão. Em uma, sufocou-se com a capa plástica de um colchão. Em outra colocou fogo no próprio corpo com liquido de isqueiro. Foi transferido para um hospital psiquiátrico e depois para uma prisão para criminosos insanos. Lá, tentou matar um detento. Em seus últimos anos passou na solitária sob vigilância de suicídio.


Que fim levou? Morreu na prisão em 26 de Março de 1996, aos 59 anos, de parada cardiorrespiratória. Michael foi para o reformatório e ganhou pais adotivos.

FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril. 

13 de outubro de 2017

A Mula



Todos de minha família estavam curtindo as ferias em um sitio de meu avo em uma roça de Ipanema, era um lugar calmo e sossegado todos estavam divertindo muito e aproveitando cada minuto de descanso e sossego. Certo dia meus tios e meu avo juntaram para caçar tatu, rapidamente juntaram alguns apetrechos e pegaram os cachorros e se enfiaram mata adentro, eu como neto mais velho fui junto para poder ajudar, mas sem nenhuma experiência, era mata fechada e quase não se via um metro de sua frente sem topar com alguma arvore, meu avo já muito experiente armou algumas armadilhas e pediu para tomar cuidado que era muito perigoso. De repente escuto um barulho no mato algo correndo muito rápido, não conseguia ver por que era realmente muito rápido era um vulto uma espécie de clarão, o cachorro que com nos estava após sair correndo atrás da criatura voltou correndo em nossa direção chorando com se algo o ameaçasse, estava com algumas marcas de queimado, meu avo assustado parecia já saber com o que estava lidando rapidamente juntos as tralhas e voltamos para casa. Sem sucesso na caçada, na madrugada todos em volta de uma fogueira meu avo começou a contar casos lendas para todos nos, começou então a falar da famosa mula sem cabeça, eu e meu irmão na época muito céticos começamos a rir de meu avo, ele não gostou nada e falou para não fazermos isso que era algo realmente serio, mas não me importei simplesmente parei de rir por respeito. Naquela noite foi difícil dormir, em volta da casa algo fazia muito barulho, escutava barulhos de relincho e coices por toda parte, era assustador o mais estranho era que parecia que ninguém mais escutava, todos dormiam feito pedra eu estava atormentado, resolvi então ir ao banheiro, como estava na roça o banheiro era apenas uma fossa no meio do mato, fui então para o mato com o coração na mão, ao abrir a porta me deparo com algo que realmente me assustou, uma mulher linda loira chorava e parecia gritar, mas som algum saia de sua boca, fiquei em estado de choque não conseguia me mexer nem se quer falar, estava muito assustado, algo me deixou ainda mais espantado a cabeça da mulher cai de seu pescoço, aquilo fez com que meus olhos enchessem de água, parecia que ia enfarta ali mesmo, aquela criatura começou a correr com sangue escorrendo por seu corpo, quando menos espero e me distraio a criatura some deixando apenas pegadas de casco de cavalo e de longe avisto um clarão, algo que parecia queimar sem parar. Voltei para cama correndo e tentei dormir, já estava chegando o dia, de manha meu tio estava tirando leite fui ate ele e pedi desculpas por não acreditar nele, ele perguntou o que havia acontecido e então o contei não se surpreendeu então me mandou sentar do seu lado e contou para mim o que aconteceu por ali... Contou meu tio que há muito tempo naquele lugar morava uma mulher muito bonita cujo marido a tratava muito mal, a mulher saia de sua casa com marcas de roxo por todo corpo, só que ninguém amolava o tal homem, pois dizia ser um dos caras mais bravos daquele lugar. Certo dia o cara chegou em casa bêbado e começou a bater em sua esposa a chamando de mula, falando que ela não prestava para nada apenas para satisfazer seus desejos, o cara bateu tanto na mulher que ela acabou falecendo o homem então arrancou sua cabeça do resto do corpo, enterrou o corpo e jogou a cabeça no fundo de sua casa, todas as noites o valentão escutava barulhos de coices em sua porta e relincho por volta da casa , quando ia olhar o que era assustava com as labaredas de fogo jorradas pela mula . Em um destes dia escutaram um choro vindo de seu quintal e foi ver o que era , quando abriu a porta assustou ao ver que era a sua esposa sem a cabeça chorando , e dizendo a mula aqui quer sua cabeça de volta, ela avançou para cima do homem e o matou com coices violentos em todo seu corpo , a assombração vira e mexe volta pelas redondezas, dando o ar da graça aos desavizados.

BY:Glaucow M Freitas
BLOG:http://horrorurbano.blogspot.com/
Se Copiar Favor Colocar Devidos Creditos : EU !!

11 de outubro de 2017

Beginnt, ende, anfang! ( O que está acontecendo ? )




Então vi subir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças nomes de blasfêmia.
Apocalipse - Capítulo 13 - Versículo 1





Nome mantido em sigilo por isso escrito na primeira pessoa 
A única coisa que me lembro e de me deitar, eram exatas 21:00H e estava muito cansado , apaguei rapidamente até ai tudo bem , mais o que sonhei me deixou no mínimo intrigado .Estava sentado em meu sofá vendo TV quando de repente apareceu o plantão de noticias, ao acabar a vinheta apareceu uma imagem de muita gente morta eram milhares de corpos caídos por todo lado, aquilo era assustador a imagem me deixou perplexo, tentei mudar o canal, mas todos passavam a mesma imagem, foi quando uma musica começou a tocar no fundo era uma musica estranha como um réquiem fúnebre, aquilo fez com que eu me levantasse do sofá , soava frio e tremia , tomei um copo de água e fui ate o portão, ao chegar lá notei que a cidade estava deserta e minha rua sempre foi muito movimentada  por isso achei estranho , fui então ate o quarto e deitei na minha cama e apaguei . Quando dei por mim estava acordado, ou estaria sonhando novamente? Repeti os mesmos passos só que desta vez no lugar do plantão estava passando um telejornal famoso do qual não citarei o nome e o ancora dava uma matéria sobre pessoas mortas, e falava sobre tal de “Saint Day”, foi quando no meio da noticia ele disse “alle den atem anhalten” naquele exato momento minha respiração parou, não conseguia aspirar nem expirar o ar, meus pulmões doíam e estava prestes a explodir, já agonizava quando ele disse “beginnt wieder” ofegante o ar saiu e entrou automaticamente em meus pulmões, isso me deixou intrigado e afoito e algo me chamou para fora de casa , alguma força me impulsionava , ao chegar lá me deparo com um monte de gente caída na rua todas aparentemente mortas , várias cobertas de larvas , outras serenas e limpas , andava por corpos que estavam por toda parte , parei e notei que meus olhos lacrimejavam ou melhor sangravam , era sangue que saia de meus olhos quando uma voz bem alto disse “nun, aufhören zu atmen”. Neste momento dei um pulo da cama ao levantar automaticamente fui ate a janela que dava para o quintal a abri e notei no fundo uma criança com uma farda alemã ( pela suástica)  da segunda guerra mundial , olhei para o céu e por minutos fiquei paralisado em transe, acordei alguns minutos depois . Acabará de acordado de um dos pesadelos mais estranhos de minha vida, não sei explicar de fato o que aconteceu e tenho ate medo de descobrir, mais isso aconteceu mesmo, acreditem se quiser.
 Ass: Glaucow M Freitas

Se copiar colocar devidos créditos , obrigado =*
Blog: http://horrorurbano.blogspot.com.br/

9 de outubro de 2017

O Carnaval - Espíritos


Era carnaval é um de meus amigos tinha arrumado uma casa para podermos passar a temporada de carnaval em uma cidade em que a festa e muito boa e de grande tradição, a casa pertencia a seu falecido bisavó e sua falecida bisavô. A casa era enorme ao chegarmos assustamos com o seu tamanho, sem falar na arquitetura antiga e quadros de familiares antigos que realmente eram assustadores não só pelo fato de a maioria já estar mortos, mas sim porque qualquer quadro antigo empoeirado em uma casa muito estranha fica realmente aterrorizante. Já era noite arrumamos para podermos ir para festa é fomos, nos divertirmos muito e a noite foi longa. Chegamos a casa quase pela manha e ao chegarmos levamos um susto, a mesa de café da manha estava posta, então perguntamos quem poderia ter feito aquilo a princípio meu amigo "dono da casa" pensou que podia ser sua tia que morava a dois quarteirões da vizinhança que resolvera fazer tal agrado, então tomamos o café e fomos cochilar um pouco, no meio da manha todos dormiam quando escuto passos pela casa e uma voz nada familiar dizendo o almoço esta pronto, imediatamente levantei assustado e fui procurar pelo dono da voz só que nada vi a não ser uma mesa repleta de comida, fiquei assustado e resolvi chamar Otávio que era o sobrinho dos donos da casa, ele então falou que era para relaxar e “rangar” e disse que era sua tia novamente, eu particularmente achei muito estranho pois levantei no mesmo instante que escutei a voz e não vi ninguém, porem comemos e fomos ao supermercado comprar bebidas para a noite e mantimentos para nossa estadia, deixando apenas Hugo na casa, pois não estava se sentindo bem (ressaca). Ao voltarmos para casa encontramos Hugo olhando para um dos quadros como se estivesse hipnotizado e ao perguntarmos o que tinha acontecido ele disse que o retrato havia piscado para ele e estava o seguindo com o olhar e que tinha visto uma menina correndo pela casa rindo, então começamos a rir de Hugo e a zombar do retrato que por sinal era muito estranho, falamos que ele estava ficando louco e era para ele parar de beber, ele deixou de lado e foi tomar banho e logo após ele as outras pessoas, eu fiquei por ultimo por que estava arrumando as bebidas na caixa de isopor, todos estavam prontos menos eu, falaram em me esperar só que falei que podiam ir por que iria demorar um pouco.



 Neste instante todos foram para a festa e fui pegar minha toalha e minha roupa para tomar banho, indo em direção ao banheiro notei um vulto no corredor indo para a direção oposta passou me deixando pasmo, fiquei assustado, mas continuei meu caminho ao aproximar da porta notei um cantarolar vindo do banheiro, era uma musica que nunca tinha escutado parecia algo realmente dos anos 60, ao chegar à porta do banheiro notei que ela estava fechada e a luz estava acessa pensei que podia ser um dos meninos que tinha feito isso só para me assustar, ao abrir a porta do banheiro me assustei com o que vi parecia estar vivendo uma especia de "flashback" algo muito estranho o banheiro era enorme e nele tinha uma banheira e dentro uma mulher que não sabia quem era tomando banho, fiquei em estado de choque e não conseguia me mover fiquei ali parado olhando para aquilo, a mulher levantou como se nada tivesse acontecido e como se não estivesse me vendo, passou por mim me ignorando, de repente ela sumiu no meio do corredor ao olhar para o banheiro novamente notei que a banheira também tinha sumido e no lugar dela apenas uma mancha de sangue no lugar exato onde estava a banheira. 

Me arrumei correndo e fui para a festa ao passar pela sala uma coisa me chamou a atenção um dos quadros tinha exatamente a pintura da mulher que antes estava na banheira, sai correndo do local e contei o que tinha visto para Otávio só que ele falou que eu estava louco ao explicar a banheira ele olhou pra mim como se estivesse duvidando de mim, dizendo que aquilo era impossível então perguntei por que, então ele disse que sua bisavô tinha morrido na tal banheira afogada e que após isso teriam demolido a banheira, ele estava assustado e não queria acreditar em mim, mas era inevitável fomos todos para a casa. Ao chegarmos em casa deparamos com sua tia e aproveitamos para perguntar sobre o café da manha e sobre o almoço se ela tinha feito aquilo foi quando ficamos assustados com a resposta Mirian disse que não tinha ido a casa desde que chegamos lá, ficamos perplexos e assustados tomamos café e comemos um almoço, de quem? Imediatamente juntamos nossas coisas e saímos do lugar, dizem que ate hoje os fantasmas das pessoas que antigamente viviam na casa, rondam o lugar e servem bem seus convidados.

Por:Glaucow Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/

6 de outubro de 2017

O Baile da Meia Noite



A história conta que uma jovem, da cidade Arapicara/AL na década dos anos 80, foi para um baile, e lá conheceu um rapaz, bonito, respeitoso e solteiro. No entanto ela achou que ele seria o rapaz ideal para namorar e quem sabe até casar. A hora passou e a noite também, tudo ia bem até certo tempo, chegava às 12 horas, e com ela vinha à impaciência do jovem, que demonstrava uma preocupação terrível. Naquele momento a jovem percebeu que havia algo de errado com o jovem, mas continuaram a dançar. Quando ele olhou para o relógio e viu que eram 11:59hrs, ele ficou quase louco, e saiu do baile sem dizer o porquê da tal atitude, ela como uma pessoa de bom senso, o seguiu e rindo fazia brincadeiras inocentes, ele tava transtornado, chorava e só dizia a seguinte frase," não foi minha culpa, não foi minha culpa", ela não entendia nada, mas continuo clamando ele. As 12 passaram, e o frio da madrugada, chegava, ele como um cavalheiro emprestou o seu capote. A relação entre os dois tava dando quase tudo certo. Ela pediu para ele, que fizesse companhia até a sua casa, e assim ele fez. A chegar a seu portão, ela entrou e esqueceu de devolver o seu capote, se realmente foi um esquecimento não se se sabe, pois poderia ser mais pretexto para torná-lo a vê-lo novamente. E assim ela fez, saiu na cidade buscando informações sobre jovem desconhecido que tinha conquistado a pobre jovem inocente. O rapaz que ela sonhou, o cara que poderia ser o pai dos seus filhos, mas nada ela encontrava, achava até que o povo estava com inveja. Pois ela não sabia do que estava por vir, passando por uma casa viu uma janela no 2º andar, e imaginem que estava na janela olhando para rua?! Isso mesmo “O jovem de ontem à noite, e ela foi até a porta toda alegre e contente, em pensamento dizendo” Meu deus eu vou torná-lo a vê-lo novamente. “chegando à porta, antes que ela chama-se alguém, alguém abriu e saiu com uma caixa cheia de objetos pessoais, um senhor na faixa de 48 anos meio magro e cabelos meios grisalhos, chorando muito nem notou que tinha alguém na porta, até a vizinha gritar e dizendo: seu Emanuel tem alguém que estar ai querendo falar com o senhor. Ai a jovem se aproximou e disse: O senhor conhece o Samuel? O senhor com tom de raiva a responde: Que porcaria de brincadeira é essa?! E continuou a reclamar com a jovem, dizendo: Se eu fosse seu pai, teria vergonha de você,uma pessoa sem sentimentos, sem coração, sem respeito e ainda vêem em minha casa, com um capote idêntico ao que meu filho faleceu! A jovem não acreditou e surtou no momento, ficou completamente em choque, não falava, não ouvia apenas acreditava que tudo aquilo poderia ter sido um sonho, mas tinha um pequeno detalhe que não deixava mais confusa,” O CAPOTE” Ela parou e desmaiou, o pai do jovem a segurou e levou para dentro da casa onde o jovem tinha passado bons momentos de sua vida. Quando ela acordou, ela perguntou novamente o que estava acontecendo, e pediu para subir até o quarto, pois tinha visto ele na janela antes de falar com o pai do rapaz, e teve a permissão, e quando abriu a a porta quarto, estava tudo normal, fotos dele, mas em especial uma foto, uma foto com o capote, fotos os amigos que também tinham falecidos juntos no então acidente.
Alguns dizem que ela nunca mais voltou a ser a mesma, outros diz que ela cometeu suicídio, outros diz que ela espera aquela mesma data para puder revê-lo, enfim você quando for dançar tome cuidado, pois a dança talvez você nunca mais volte ser a mesma!


Historia de não minha autoria
( ESCRITA POR : Gilberto - MAGÃO )

https://www.facebook.com/magao.produtor

3 de outubro de 2017

O Espírito do Meu Avô


Quando era jovem meu avô morava comigo e meus pais , ele já estava de idade e meu pai que era seu filho o chamou para ficar conosco , pois estava sobre cuidados especiais  por estar bastante debilitado .Certo dia estava no computador e meu avô estava no sofá deitado lendo o jornal como todos os dias normais , ele sempre seguia desta forma era como um ritual ler seu jornal enquanto fumava seu charuto, infelizmente neste dia meu avô faleceu ali mesmo deitado no sofá , custei a perceber , estava sozinho em casa e muito distraído no computador , fiquei para tomar conta dele , ele estava tranquilamente no sofá e não notei nada , foi quando o tempo passou e meus pais chegaram , foi então que percebi  que se passara 5h que meu avô estava deitado no sofá , meus pais aproximaram junto de mim e fomos checar e realmente ele estava já falecido . O “Velho Homem” morreu em paz , era a forma carinhosa pela qual o chamávamos , fiquei muito triste mais ele estava tranquilo, tinha cumprido sua meta no mundo e já tardava a descansar . Após a morte do meu avô as coisas não foram as mesmas , a falta que ele fazia era imensa , apesar de ser bem quieto e tranqüilo , vivia alegre e contando causos para nos e para a vizinhança . Certo dia estava no computador quando um cheiro de cigarro surgiu , aquilo me deixou com os cabelos arrepiados , pois eram cheiros de charutos , identifiquei facilmente , ate porque meu avô sempre os fumava ,o cheiro impregnou toda casa e ate meus pais notaram e ficaram assustados  , levantei e fui ate o sofá e em cima dele um jornal estava aberto com um charuto apagado em cima mas como se já estivesse sido usado , o jornal era do dia foi então perguntei meus pais se eles tinham pegado jornal , todos negaram  e isso me fez ficar super espantado mas ao mesmo tempo feliz , sentia todos os dias que meu avo ainda estava presente conosco  em nosso lar , tinha dias que sonhava com ele e sempre sentia o cheiro do charuto e o jornal  quase todos os dias estavam em cima do sofá todos estes dos dias atuais .

Ass:Glaucow Maciel Freitas
Se copiar colocar devidos créditos , Obrigado !
Horror Urbano 

30 de setembro de 2017

Aviso Importante !!!




PARE O QUE ESTÁ FAZENDO E LEIA ISSO: SE ESTIVER OUVINDO MÚSICA, DESLIGUE. DEIXE APENAS O BARULHO DO PC OU LAPTOP. FECHE A PORTA DO QUARTO, FECHE CORTINA. DEPOIS REPARE NA PORTA DO QUARTO NOVAMENTE. DIZEM QUE ENTIDADES APARECEM COM MAIS FREQUÊNCIA NOS CÔMODOS DA CASA NOS MOMENTOS QUE NINGUÉM ESTÁ OBSERVANDO, COMO À NOITE, NA SALA. ELES SE SENTEM MAIS À VONTADE. POR CURIOSIDADE, “ELES” FICAM NOS OBSERVANDO DORMIR, IMAGINANDO O QUE SE PASSA EM NOSSOS SONHOS, VIGIANDO-NOS. NA VERDADE DEVE SER BEM INTERESSANTE, IMAGINEM SE NÃO SERIA LEGAL VOCÊ CONSEGUIR NÃO FAZER NENHUM BARULHO E PODER VISITAR PESSOAS QUE VOCÊ CONHECE, OU PESSOAS QUE VOCÊ CONHECEU ANOS ATRÁS. “ELES” ESTÃO À NOSSA VOLTA. ELES PODEM ESTAR ATRÁS DA PORTA. ÀS VEZES OUVIMOS BARULHOS ESTRANHOS, MAS SABEMOS QUE ENTIDADES NÃO MOVEM AS COISAS ASSIM, DO NADA, FACILMENTE. MAS ELES PROVAVELMENTE ESTARÃO ATRÁS DA PORTA, OU NA JANELA, OU EM ALGUM CANTINHO ATRÁS DE VOCÊ. E VÃO SE ASSUSTAR CASO VOCÊ FAÇA MOVIMENTOS BRUSCOS, TENTARÃO SE ESCONDER A TEMPO. PORTANTO, NÃO FAÇA MOVIMENTOS BRUSCOS. MOVIMENTE-SE DE FORMA A “AVISAR” A ELES. POIS ELES GOSTAM DE TE OBSERVAR, ESTÃO AÍ TE VELANDO ENQUANTO VOCÊ DORME. E SÃO ALMAS ATORMENTADAS, ELES DESEJAM O QUE VOCÊ TEM. COMO VOCÊ SABE, A INVEJA TRAZ MAU-OLHADO, E NEM SEMPRE O GRANDE PROBLEMA É A INVEJA DOS VIVOS, E SIM DAQUELES VAGANTES QUE ESTÃO AÍ, NOS CÔMODOS VAZIOS DA SUA CASA. AGORA LEMBRE-SE, VOCÊ ESTÁ HÁ MUITAS HORAS SEM BEBER ÁGUA. VÁ ATÉ A COZINHA BUSCAR.

Não minha autoria 

Parceiros ( Terror é outro nível ) : https://www.facebook.com/pages/Terror-%C3%A9-outro-n%C3%ADvel/585254004824689?fref=ts

27 de setembro de 2017

Deep Web : Nota do Autor



Mais uma vez, como meu último trabalho, não exatamente assustador, mas eu, aleatoriamente, consegui a idéia alguns meses atrás, então eu decidi compartilhá-lo aqui. Deixe-me saber se ele precisa de algum trabalho.
• Sr. Smith: Tem alguma coisa até agora?• Sr. Jones: Nada demais. Este cara com certeza gosta do eBay, mas e você?• Sr. Smith: Nada, sem armas, sem drogas, nem mesmo pornografia. Mudando de assuntos, James Thomas Radjack, sua última atividade on-line foi há sete meses.• Sr. Jones: (risos) Morto?
Sr. Jones: Isso é tão fácil para expulsar alguém? Eu pensei que a Deepweb era mais seguro do que isso.
• Sr. Smith: não se você conhece o seu caminho. (Cliques, cliques novamente) Aha.
• Sr. Jones: O que agora?
• Sr. Smith: Tentei ligar para um IP, mas rejeitou minha conexão. Vamos ver o que esse cara tem feito. (tipos, cliques) Hm. Não diz. Deve estar usando um proxy.
• Sr. Jones: Eu pensei que controlássemos todos os proxyes?
• Sr. Smith: (risos) Nós fazemos, e é só isso. Verifique cada proxy para identificar o local desse cara. (processo toma uma questão de minutos) Encontrou alguma coisa?
• Sr. Jones: Nem mesmo um traço. Tempo de reverso?
 
 
Sr. Smith: Parece uma boa idéia, redirecione seu sistema até cinco anos. Nós trabalhando a partir daí, não demoraria muito.
• Sr. Jones: (gira a cadeira em torno de um laptop grande e começa a digitar) (clique, quando terminar). Isso pareceu um truque. Oh merda, espere - Deus santo, o que é isso?
• Sr. Smith: (se vira para dar uma olhada e balança a cabeça).
• Sr. Jones: (muito preocupado) O que é isso?
• Sr. Smith: Esse cara conseguiu criar um paradoxo. Fez nosso sistema recuperar e rastrear cinco anos para calcular sua própria existência. O problema é que a maldita coisa não existe, estamos completamente fritos. (ambos voltam a virar) Big Red vai pedir-nos um novo.
• Sr. Jones: Estão irritados com isso ......
 
 
Sr. Smith: Eles podem superar tudo faz parte do trabalho.
• Sr. Jones: O que faremos?
• Sr. Smith: Faça isso de forma antiquada. Nós temos que vencer esse maldito firewall, esse cara foi configurado para que possamos traçar seu IP real, matar esse proxy e ver o que ele tem feito. Ele está escondendo algo. Se você lidar com o firewall, recebo o proxy. (passa trinta minutos).Atualização do status.
• Sr. Jones: (digita algumas coisas, clica três vezes) O firewall ainda está em alta. Não é possível decifrar uma senha.
• Sr. Smith: Você passou por todas as combinações possíveis?
• Sr. Jones: Sim, todos eles, em todas as línguas e alfabetos nacionais da história registrada. Não achou que isso seria fácil..... Tempo para tentar alfabetos de ficção. (Passo 27 minutos) Obtive.
 
• Sr. Smith: Bem, isso é bom porque este poderoso proxy ainda não mostra nada. O que você tem?
• Sr. Jones: Ele usou o alfabeto de Tengwar em suposto com vários caracteres aleatórios. Incrivelmente difícil de decifrar. (pausas) Oh merda, ele não fez!
• Sr. Smith: O que aconteceu?
• Sr. Jones: (clicando furiosamente) Está falando com o meu McAfee Anti-Virus Protection agora. (clique e digita algumas vezes) (lança as mãos para cima) O que diabos são esses! Ele diz que o 'McAfee Anti-Virus determinou seu sistema como uma ameaça potencial', e a única opção que ele possui é “Exterminar”!
• Sr. Smith: E quanto a "opções avançadas"?
• Sr. Jones: Isso é o X na parte superior estão acinzentados. Droga!
• Sr. Smith: Apenas acalme-se e não clique em nada. Vamos trabalhar fora do seu computador e mostrar este bastardo como corre esta maldita internet. (quatro horas passam, ainda na mesma tela) Encontrou-o.
• Sr. Jones: Você perdeu?
• Sr. Smith: Tanto o proxy quanto o firewall. Acontece que ele está pesquisando essas coisas há anos e não os apanhamos. Big Red precisa saber sobre isso imediatamente.
 
• Sr. Jones: Nosso hacker tem um nome?
• Sr. Smith: Nada além de um arquivo de texto que diz "Fraizik".
• Sr. Jones: Onde ele está localizado, geograficamente?
• Sr. Smith: (cliques, tipos, cliques novamente, tipos) (respira profundamente) Diz que está neste mesmo quarto.
• Fraizik: (janela de bate-papo aparece) "Boa tarde, senhores”.
• Sr. Smith: (tipos) "O que você quer hacker?”.
• Fraizik: "Eu tenho um nome".
• Sr. Smith: (tipos) "Tudo bem, Fraizik, o que você quer?"
• Fraizik: Dê-me todo o acesso ao Deepweb ou vou bloquear seu mainframe. Entenderam ?
 
• Sr. Smith: (pensa por alguns minutos e, em seguida digita) "Nós fornecemos a segurança que é necessária na internet através da Deepweb”. “Não há absolutamente nada lá que você possa querer, mas vou enviar o link exato para nossos arquivos de segurança na internet.” (envia o link)
• Fraizik: (segundos após o envio do link) 'Por favor, não quero o seu link “segurança na internet”. Essa é apenas uma fração muito pequena da Deepweb. Eu já quebrei a própria superfície, e encontrei isso. (Kennedy_Assassination.exe) Mas de alguma forma eu posso chegar agora mais longe. Então, sem muita escavação, tempo e esforço da minha parte, eu preciso desse link.
• Sr. Jones: ..... esse cara sabe demais.
• Fraizik: Você nunca pode saber demais.
• Sr. Smith: Foda-se, ele nos pegou no áudio! Tudo bem, envie-o .jpg.
• Sr. Jones: Mas isso vai fritar o sistema!
 
• Sr. Smith: eu não me importo! O controle do governo está em jogo, envie .jpg antes dele roubar o link!
• Sr. Jones: (pressiona a tecla) Tudo bem, .jpg foi enviado. Agora, ambos os nossos computadores serão torrados.
• Sr. Smith: (olha sua tela inalterada) Hm. Não fez fritar o nosso sistema.
• Sr. Jones: Isso é um alívio. Pelo menos um dos nossos sistemas sobreviveu.
• Sr. Smith: Mas agora não temos como saber se ele estava....... (cliques, tipos no IP) Oh, sim, ele se foi.
• Sr. Jones: Como você pode contar?
• Sr. Smith: Nenhum vestígio de IP foi deixado. Era como se ele nem tivesse ex... - (corta a sentença) O que diabos...
• Sr. Jones: (preocupado novamente) O que ele fez agora?
• Senhor Smith: Acho que nos enviou algo. (abre o arquivo e as luzes são cortadas).
• Sr. Jones: Ele cortou nossa energia?
• Sr. Smith: Não é possível, o computador ainda está funcionando.
 
 
• Sr. Jones: Não temos um gerador de backup?
• Sr. Smith: Sim, sim, mas a luz indicadora não está ligada, então o gerador não precisa funcionar. (olha o link) Ele nos enviou um arquivo .mp4.
• Sr. Jones: devemos abri-lo?
• Sr.Smith: Poderia também. (cliques)
• ----: (gritos prolongados em erupção)
• ___: VIEMOS PARA VOCÊ.
• Sr. Jones: o que -
• ----: SOMOS INFORMAÇÕES
• ___: ODIAMOS RESTRIÇÕES-
• ----: - NÓS ODIAMOS SUAS RESTRIÇÕES EUA (a sombra se aproxima na tela) (o grito entra em erupção novamente)
• Sr. Smith: (cobrindo as orelhas) Gire o o -
• ___: (um rosto aparece na tela - cinza de carvão, com olhos afundados e um sorriso largo) (fala sem mover a boca) ISTO É O QUE VOCÊ CRIOU!!!
• ----: (uma segunda face aparece - branca, com sangue escorrendo de seus olhos e boca, que é fixado em um grito permanente) BEM-VINDO .........
• ___: (a voz aparece atrás deles) ......... A DEEPWEB.
Texto encontrado na Deep Web.
Tradução: Glaucow M Freitas
• Sr. Smith: (cliques em um link do Facebook) Não, na África fazendo o uma  missão, terrorista ou o quê?
• Sr. Jones: Ótimo. Peguei um!
• Sr. Smith: E?• Sr. Jones: Nada importante, apenas faz uns downloads de umas merdas de músicas. Mais de quinhentos músicas nos últimos trinta minutos. O que é isso ?
• Sr. Smith: Quebre seu disco rígido, não deve estar ativo por mais alguns meses. (clique) Oh, aqui vamos nós.
• Sr. Jones: O que você obteve?
• Sr. Smith: Alguém navegando no Deepweb. Tentando encontrar nossos arquivos. (cliques e, em seguida). Pronto, não, mais.

25 de setembro de 2017

8# Bandido Da Luz Vermelha - 1942-1998 (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)



João Acácio Pereira da Rocha, aterrorizou as mansões dos ricaços paulistanos na década de 60, virou celebridade e rendeu até um filme. Órfão de pai e mãe, João Acácio começou cedo no crime com pequenos furtos. Nasceu em Joinville, Santa Catarina, e ainda garoto fugiu dos cuidados de seu tio para morar na rua com seu irmão mais velho. Mudou-se para São Paulo nos anos 60.

João agia sozinho e armado, chegava até seus alvos de taxi ou ônibus e preferia atacar casarões de alta classe. A invasão rolava na alta madrugada – entre 4 a 6 da manhã – depois que o bandido cortava a energia do local. Para assaltar na escuridão, usava uma lanterna de luz avermelhada, mas o bandido só ganhou o apelido de Luz Vermelha por causa de um assassino americano que usava uma luz parecida com a de sirenes policiais na hora de matar as vitimas.

Agiu sem ser pego durante seis anos e foi capturado por um vacilo, ao deixar impressões digitais no vidro da janela de uma casa assaltada. Foi preso em 1967, no Paraná, e pegou uma pena de 351 anos de prisão. Com seu jeitão excêntrico, virou celebridade, vestindo-se como os Beatles e os cantores da Jovem Guarda, como Roberto e Erasmo Carlos. Torrava a grana em boates e recebia cartas de amor enquanto estava atrás das grades.

Sob a cor do diabo”- como o próprio João Acácio se referia ao vermelho-, matou quatro pessoas e cometeu 77 assaltos. Apesar de nunca ter sido acusado oficialmente, existe a suspeita de que tenha estuprado mais de cem mulheres. Em 1968, fizeram um filme sobre sua vida. A sequencia, intitulada Luz nas Trevas- A Revolta de Luz Vermelha, foi lançada em 2010, com Ney Matogrosso como João Acácio, mostrando a vida do bandido no Xadrez.


Que fim levou? Desdentado e com distúrbios psiquiátricos, saiu da prisão em 1997, após 30 anos de reclusão. Quatro meses depois, em Janeiro de 98, foi morto em uma briga de bar em Joinville, sua cidade natal.

FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.

22 de setembro de 2017

Medo






Sabe quando você apaga a última lâmpada... Está no escuro, e sente aquele frio na espinha?

Não importa se é criança, adulto ou velho...
Você sempre pode sentir o ambiente esfriar de repente, como se seu sangue gelasse só por causa do escuro...
A maioria das pessoas deixa a lâmpada do quarto acesa... E se foca na claridade do caminho de volta pro quarto, outros vão correndo... Mas poucos olham pra trás...
Você sabe que não tem nada lá no escuro... Ou pelo menos sua mente quer pensar assim...
Mesmo quando está deitado, e ouve barulhos estranhos, você ignora, você sabe que pode ser o vento, ou algum objeto em falso que caiu...
Mas lá no fundo... Você tem medo de olhar e perceber alguma coisa te olhando de volta...
As crianças tem este medo... Mas vão crescendo sendo treinadas para acreditar que não há nada lá...

Eu acreditava...

Naquela vez que fui ao banheiro, tinha esquecido de ligar a luz do corredor...
Era desnecessário, eu sabia o caminho...
Fui olhando pro chão, com medo de tropeçar em algo no escuro...
Estava frio... Achei normal, afinal era noite...
Enquanto fazia o que tinha ido fazer no banheiro, senti um pequeno calafrio...
Ri sozinho... Estava realmente apertado, era um alívio!
No caminho de volta, ouvi um estalo atrás de mim, e me arrepiei...
Nessa hora nosso cérebro começa a procurar uma explicação pro que está havendo...
Comecei a vasculhar minha mente, tentando lembrar se eu tinha trancado a porta... Tinha. Tinha certeza que sim.
E essa é a hora em que você pensa o quanto seu medo é ridículo, e olha pra trás pra provar a si mesmo que está errado... Eu olhei...

O que eu vi, fez meu sangue gelar...

Olhava diretamente pra mim...
Não podia ver seus olhos, mas sabia que olhava pra mim...
Minhas pernas não se mexiam... Eu não conseguia gritar...
Parecia ter levado uma eternidade encarando aquelas órbitas vazias, até que consegui forças pra correr até o meu quarto e acender a luz...
Enquanto meu coração parecia querer sair pela boca, olhei para onde a coisa estava... E não havia nada...
Na manhã seguinte, não sabia se havia sido um sonho, ou se tinha sido mesmo verdade... Eu só sabia de uma coisa...

Eu não durmo mais de luz apagada...


Historia de não minha autoria 

Parceiros ( Terror é outro nível ) : https://www.facebook.com/pages/Terror-%C3%A9-outro-n%C3%ADvel/585254004824689?fref=ts

19 de setembro de 2017

Telefonema De Finados




Eu nunca fui de acreditar em fantasmas e em comunicação com os mortos . Mas , no dia 3 de novembro de 2003 , aconteceu algo surpreendente !
Todo o dia de finados , meu pai , um homem muito religioso , sempre visita o cemitério e faz orações para todos os mortos da família , na cruz das almas , citando na reza os nomes de cada falecido .
Então , chegou o dia 2 de novembro e meu pai saiu para rezar pelos mortos no cemitério .
Eu , como pessoa cética , fiquei em casa .
Naquele mesmo dia , me deitei às onze da noite e , de madrugada , tive um pesadelo estranho : sonhei que estava em minha casa e de repente o telefone tocou , era a voz da minha tia Eudóxia , que disse :
"- Trate de falar para o seu pai , que estou magoada com ele , pois o João se esqueceu de citar o meu nome , quando rezou pelos parentes mortos no cemitério ! "
Eu acordei suada , porém pensei que fosse apenas um sonho . Mesmo assim , perguntei deste jeito ao meu pai
"- Ontem no cemitério , quando o senhor rezou pelos falecidos da família , por acaso o senhor se esqueceu de citar o nome da tia Eudóxia ? "
Então , ele respondeu :
"- Nossa , realmente me esqueci ! "
Assim , eu falei :
"- Nesta noite eu sonhei com a tia Eudóxia e ela me disse que estava magoada com o senhor , pelo fato de ter se esquecido de citar o nome dela na oração do dia de finados . "
Então meu pai ligou para o meu tio e contou sobre o meu pesadelo . Assim , os dois encomendaram uma missa em nome da alma dela .
Já aconteceu algo semelhante ?

Por:Glaucow Maciel Freitas
Se copiar favor colocar devidos créditos. 

16 de setembro de 2017

A Fazenda de Nashville 2 - A Investigação





Os relatos desta segunda parte se passaram no ano de 2009, o que irei contar aqui foi vivenciado principalmente por mim, um amigo e minha prima. Posso garantir que todas as informações aqui passadas são reais, as únicas coisas que foram trocadas foram os nomes para preservar integridade dos envolvidos e dos locais que se passaram.
Após os misteriosos acontecimentos na fazenda e da estranha morte de meu avô a minha família nunca foi à mesma, minha avó e minha prima até hoje são perseguidas de certa forma pelas coisas que estavam naquele local, particularmente nunca concordei com as autoridades que disseram que meu avô Sr.Vitorino tinha morrido de causas naturais por conta da idade. Por algum motivo a casa foi interditada e a data para sua demolição estava marcada. O que me pergunto é porque agora essa interdição? Porque vão demolir uma casa que existe a mais de cem de anos? Eu sabia que algo estava errado e eu estava disposto a descobrir. 




Área Urbana de Nashville – 01 de dezembro de 2009

Acordei tremendo e suando frio, parecia que estava sendo perseguido por alguma força maligna em meu sonho, se quer lembrava-me do que tinha sonhado, mas não era algo bom pela situação que me encontrava. Fiz pesquisas relevantes sobre a fazenda de Nashville no dia anterior, não encontrei muitas coisas que me chamou atenção, porem uma e outra me atraiu. A fazenda havia sido palco de algumas mortes de algumas das pessoas das famílias que ali passaram. A ultima família a Bronx passou pela residência no ano de 1985 o filho casula de sete anos foi encontrado morto em seu quarto, o pai foi acusado de assassinato, a mãe em depoimento disse que horas antes da morte do filho ele reclamava de mau cheiro e que não via em seu próprio pai uma figura paterna e sim algo ruim (como descrevia o garoto). Há três anos anteriores a família Bronx , Sr. Carter e sua família que constituía com sua Sra.Anny mais dois filhos Nick e Penny desapareceram misteriosamente do local, um ano após a policia encontrou o corpo dos filhos e de Carter costurados dentro dos respectivos colchões devido ao mal cheiro, o corpo da Anny não foi encontrado. Eu estava lendo tudo com muita atenção e aquilo me deixou intrigado e confesso com muito medo, o qual seria as causas de tanta morte, já estava entorpecido com tanto mistério e medo, estava cansado e precisava descansar. O relógio marcava as 18H00MINH quando escutei o barulho do carro de meus pais entrando na garagem, não lembrava se quer que tinham saído, junto deles estava Isabella, passou para me dar um oi e ver como estava após saber de meus pesadelos, também queria alguns de meus livros de Stephen King emprestado. Eu a ajudei muito quando estava em recuperação do trauma, dizendo totalmente curada não quis me deixar sozinho nessa, pois sabia onde estava me metendo. Fomos ate o computador onde mostrei para ela as matérias que encontrei, ela lia com atenção ate que uma foto saltou na tela do computador misteriosamente, Isabella ficou petrificada, assustei com seu estado, a toquei no ombro e ela tremia muito, perguntei assustado o que estava acontecendo e ela disse “ Essa mulher, essa mulher o bode!”  eu fiquei aterrorizado com suas palavras fechei a foto e procurei de onde ela vinha porem não era de nenhuma matéria que estávamos vendo, não existia aquela foto ali nos arquivos do site, aquilo estava ficando estranho demais então resolvemos parar por ali quando minha mãe chamou para o jantar, ela ficou e após comermos resolveu ir embora, vendo o estado que se encontrava me ofereci a para a acompanhar.Resolvemos ir caminhando ate sua casa e conversando sobre outros assuntos para tentarmos esquecer.  Em diversos dias tive varias conversas com a minha prima, que com muito esforço me contou tudo que presenciou e viveu naquele local a palavra ideal para tudo seria “INFERNO”, a minha avó relutou para não me envolver, mas eu já estava envolvido, sabia o que passaram porem não sabia o que os fizeram passar por aquilo, foi neste momento que decidi procurar informações e saber o que realmente aconteceu naquele local e o que teria matado o meu avô, já que as autoridades deram como causas naturais. No passar do tempo vivemos algumas situações bizarras, algo queria nos parar. 




Certo dia recebi uma ligação na madrugada de minha prima, ao atender não obtive resposta alguma, um ruído estranho surgiu de repente do outro lado da linha algumas vozes surgiram sussurrando coisas que não conseguia entender , pensei o que poderia estar acontecendo com minha prima, no mesmo instante pequei o carro e corri até sua casa, acordei todos e por minha surpresa nada estava acontecendo, então nem a contei sobre o ruído no telefone para não os preocupar, resolvi voltar para casa, assim que coloquei o carro na garagem um barulho me fez olhar abruptamente para fora dela e um vulto passou próximo a porta, sai para fora e vi o vulto uma espécie de fumaça densa se desfazendo em minha frente, estaria eu ficando louco ? Os dias foram ficando difíceis à medida que ia descobrindo sobre o local. Em uma sexta feira chuvosa chamei minha prima até minha casa, ela veio acompanhada de um amigo que ficou sabendo dos acontecimentos e por ter conhecimentos sobre misticismo, assombrações e coisas do tipo pensei ter certa utilidade, encontrei uns materiais muito interessantes, ate mesmo registros dos antepassados do local. 




O frio era aterrador a chuva caia de forma fina e serena , digitávamos coisas no Google como ( Fazendas Assombradas, Moradores de Nashiville, Assombrações de Nashville, O Passado de Nashville ) Essa foi nossa ultima pesquisa ate encontrarmos o que de fato queríamos ver. No ano de 1692 a fazenda era habitada por um senhor de nome Tenório , este era dono da maioria das terras que existia naquele local e dono de muitos escravos , vivia com sua esposa Sra.Manheda que era de origem Africana, o casal tinha dois filhos Arthur e Caroline, com o surto de varíola da época  muitos escravos morreram e a fortuna estava acabando  pela falta de mão de obra, Sra.Manheda ambiciosa e fria matou seu marido, não satisfeita sacrificou seus filhos em nome de um deus pagão em troca  da imortalidade , após isso trancou todos escravos que já estavam contaminados em uma cela. 


A eternidade era agonizante e sofrida, Sra.Manheda tinha muitos pesadelos e vivia sendo atormentada por demônios e espíritos da qual a vida havia tirado, não aguentando todo sofrimento se matou, seu corpo foi encontrado pendurado em uma corda no sótão no ano de 1700 ainda intacto sem sinal de decomposição, os restos mortais de Sr.Tenório fora encontrado enterrado na floresta, as crianças jamais foram encontradas. Todas aquelas informações nos deixaram perplexos, as informações vieram como um balde de água fria resolvemos então a ver as fotos dos arquivos, até que encontramos a foto de Sra.Manheda, minha prima no mesmo instante reconheceu e disse se tratar da mesma mulher que penteava o bode. Neste instante sabíamos com o que estávamos lidando, porem teríamos de saber como proceder e com quem contar.

... Continua

Se copiar colocar devidos créditos , obrigado !

Ass: Glaucow Maciel Freitas

14 de setembro de 2017

Who is Janice ? (Creepypasta DeepWeb)





Aqui está uma Creepypasta perturbadora da deep web que envolve muitas coisas estranhas e um
mistério inexplicado.

A História começa com Mark Spielman, que é uma pessoa comum que vive em sua casa, porém tinha certa curiosidade em conhecer o mundo lá fora. Regularmente se senta na frente do computador navega na internet em coisas quaisquer, nada interessantes, memes, YouTube e até mesmo sites pornográficos, ele tem um vasto conhecimento da internet tanto na parte da surface quanto na deep web.
Quando ele descobriu que o departamento da polícia local estava procurando contratar uma pessoa que conhecia bastante da internet ele aproveitou a oportunidade e ingressou na policia.

No começo trabalhava em algumas coisas básicas, como encontrar sites que tinham usuários de CP e estúpidos que vazaram o endereço IP sem usar um proxy e se davam mal. Mais tarde já  no segundo e terceiro mês foi realmente desafiador por causa de hackers inteligentes que vazaram informações confidenciais dos bancos de dados policiais para o público. "Estava com medo de que tudo que eu tinha trabalhado viesse a cair..."

Certo dia, ele estava olhando para alguns sites de pornografia infantil e achou algo realmente perturbador. Encontrou um site com um URL chamado "Sweet15.com".
Um dos maiores sites de CP que nunca havia visto, então começou a cavar no conteúdo do site. Ele navegou na página de forma aleatória, até que clicou em um link de uma imagem chamado "Cathy.jpg"
"Era uma foto de uma jovem com cabelos longos e pele pálida, cerca de 15 ou 17 anos, de pé em um quarto mal iluminado com um sorriso no rosto. Não era um sorriso cheio de dente, mas apenas um sorriso leve. "Mas depois percebeu o nome da imagem não era" cathy.jpg ", mas era" janice.jpg "

Resolveu então clicar em uma imagem chamada "Susan.jpg", mas terminou na mesma imagem “janice.jpg”, mesmo depois de clicar em 15 a 20 arquivos. Até ao abrir um vídeo "PennyPrecious.wav" terminou no mesmo lugar. Com a ajuda de seus colegas do escritório, ele pesquisou, mas todos terminaram no mesmo lugar. Deixou o escritório depois da frustração e no caminho para casa descobriu que faltava alguma coisa que ele realmente não havia verficado.

Pouco depois de chegar a sua casa, começou a trabalhar naquela página e encontrou na última página dos logs do arquivo de imagem um arquivo de imagem solitário chamado "TrueJanice.jpg".
Ele clicou nele, de forma brusca seu computador desligou completamente, ficou irritado, porém, mais tarde ele ligou, foi quando descobriu que todos os seus programas foram excluídos e viu que 1000 arquivos de imagens copiados estavam em sua area de trabalho, o mais chocante e que os arquivos chamavam “janice.jpg”

Um sentimento de medo e interesse incontrolável tomou conta dele, começou então a clicar em uma imagem por vez. Até que notou uma foto com o nome diferente, seu nome era “Foi Janice.jpg”, a foto estava em preto e branco e algo sobre a expressão facial de Janice era diferente.
As primeiras imagens eram exatamente as mesmas, mas depois de alguns cliques, ela se transformara no rosto franzido e assustador. Poucos cliques rápidos revelaram que ela começava a querer expressar um grito.

De repente a tela de seu computador ficou completamente preta, as fotos  estavam passando em slides notou uma cama e nela havia um pacote e do lado um cobertor, agora a cena estava em um quarto escuro com algumas velas queimando para iluminá-lo. “Eu notei com horror que havia manchas vermelhas na parede atrás da cama, que eu tinha certeza que era sangue ". Em uma foto um homem entrou no quadro com instrumentos cirúrgicos e cortou o estômago de umas meninas e começou a rasgar suas tripas, era tão sangrento e vívido. Mark Spielman percebeu que estava na foto 995 de 1000 fotos quando os slides pararam, ele então começou a mover lentamente foto por foto.

Na foto 998 a imagem estava granulada e de qualidade ruim, mas viu uma jovem que olhava para mim. Seus olhos estavam vazios, inexpressivos, não podia ver muito, então eu continuei e fui até a 999. Eu poderia então ver qual era a imagem. Eu estava cara a cara com Janice. Ela estava coberta de sangue e eu sabia que ela já estava morta. A ultima foto tinha um fundo preto com um grande ponto de interrogação no centro e abaixo com uma pergunta simples "Quem é Janice?".

A declaração oficial dada pelo departamento de polícia foi que os oficiais encontraram este documento no disco rígido do detetive Mark Spielmans. “Encontramos este documento armazenado em seu computador, juntamente com o que parece ser uma nota. Tudo o que a nota dizia era “QUEM É JANICE”?" Depois de examinar os arquivos em seu computador, encontramos vários documentos relativos a quem Janice poderia ter sido. "Pelo que podemos reunir, ela foi seqüestrada de sua família há cerca de 20 anos. Ela nunca foi encontrada. Seus pais desapareceram logo após o seqüestro.


Após uma investigação mais aprofundada, os oficiais encontraram código de computador incorporado em suas fotos. “Pelo que pudemos reunir, foi um bit de código codificado que, quando decifrado, foi vinculado a um arquivo de vídeo”. No entanto, ao visualizar o arquivo, os oficiais de investigação o excluíram e se recusaram a divulgar o que tinham visto. Mark Spielman nunca foi encontrado. O caso foi arquivado.

Fonte: Janice.jpg Creepypasta
Tradução: Glaucow Freitas