Novidades

20 de julho de 2017

A Estranha Noite



Ontem a meia noite Renato tinha acabado de chegar da faculdade e estava com fome, resolveu então fazer algo para poder comer, foi até a cozinha e começou a mexer em algumas coisas, enquanto fazia um hambúrguer resolveu ver TV,  quando escutou um barulho estranho na garagem, pensou que podia ser algum animal talvez um gato do vizinho que vivia por ali, voltou à cozinha para pegar o hambúrguer. Nesta cozinha tem uma janelinha que da para o quintal, nela sua mãe pendura um puxa saco, aquelas coisinhas de por sacola, e o puxa saco é horrível e tipo uma menina cozinheira com uma cara bizarra e ela sempre parece olhar para gente,  foi quando alguma coisa bateu na janela, foram três toques que escutou e logo em seguida escutou alguma coisa correndo por volta da casa, ele então tentou ficar calmo pegou o hambúrguer e foi para sala ver TV. Quando acabou foi para o banheiro escovar os dentes , desta vez estava olhando para o espelho quando viu um vulto atrás dele pelo espelho na porta do banheiro o vulto veio junto de uma risada infantil bem discreta, foi tudo muito rápido e não conseguiu identificar, então imediatamente foi para porta vê o que poderia ser, quando saiu olhou para a parte esquerda do corredor que liga a cozinha a copa e viu algo estranho acenando para ele como se desce tchau, essa coisa disparou para fora, ele achou estranho foi ai que viu que a porta da cozinha estava aberta, imediatamente correu e a fechou. Não podia acreditar no que estava acontecendo, será que alguém tinha invadido sua casa, era tudo muito estranho, resolveu ligar para o 190 porém desistiu quando a voz do outro lado respondeu. Ele respirou fundo e foi para cama, antes foi conferir se a casa estava toda fechada foi quando Renato foi para sala e notou que a janela estava aberta quando foi fechá-la olhou para fora dela e viu alguma coisa sentada em um dos bancos da rua de cima acenando como se desce tchau, foi ai que notou que tudo realmente aconteceu, algo estava ali em sua casa. Depois desta noite as coisas se normalizaram, até o dia em que passou por uma menina na rua quando voltava da escola, neste instante sentiu que já tinha visto aquela pessoa. Na manha seguinte nota a foto da mesma menina em um jornal com a seguinte matéria

“Corpo de menina desaparecida há seis anos e encontrado em decomposição na antiga casa dos pais...”

By:Glaucow Maciel Freitas
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/

Se Copiar Colocar Os Devidos Créditos.

18 de julho de 2017

A Lenda da Bloody Mary ( Como surgiu ? )




Bloody Mary (conhecida também como Maria Sangrenta, ou Bruxa do Espelho ) é uma lenda urbana que faz parte do folclore ocidental (e oriental, como visto em algumas produções do gênero cinematográfico).

''Chutar três vezes a privada e dizer três palavrões,''Chamar por Maria Sangrenta(Loira do Banheiro,Mulher do Algodão,Bruxa do Espelho,Maria Degolada...) de frente para o espelho'',  São estes entre outros ''rituais'' de invocação de nossa ilustre e simpática Mary.Creio que existam diversas versões desta lenda que aterroriza a imaginaçao das crianças de todo mundo,porém nem todos conhecem a possivel origem.

A lenda de Bloody Mary também é conhecida por lenda da Mary Worth ou Mary Whales. No Brasil a história foi traduzida para a Lenda da Maria Sangrenta ou então da Bruxa do Espelho, Maria Degolada ou até mesmo Loira do banheiro, porém a o ritual para invocá-la permanece o mesmo: a lenda nos diz que há uma maldição para aqueles que pronunciarem o nome Bloody Mary três vezes na frente do espelho, depois de feito isso aparecerá uma mulher horripilante que irá matá-lo, desfigurar seu rosto ou arrancar seus olhos.

                                        
Uma das versões para a origem da Lenda de Bloody Mary conta que a mulher viveu no tempo da inquisição quando as bruxas eram perseguidas para serem queimadas vivas, e desta forma ocorreu sua morte. Dizem que ela amaldiçoou a todos que repetissem seu nome. 


Outra lenda, mais contada aqui no Brasil, diz que Mary era uma mulher muito bonita e que devido a um acidente de carro ficou com o rosto todo desfigurado. As suas cicatrizes ficaram tão feias que a mulher era objeto constante de zombarias e humilhações, por isso ela fez um pacto com o demo para se vingar de todas as pessoas que ousassem a chamar pelo seu nome. 


A origem da lenda de Bloody Mary é frequentemente confundida com Maria I da Inglaterra e Elizabeth Bathory, que é considerada uma versão feminina da lenda de Vlad , o empalador (aquele mesmo que inspirou o personagem Conde Drácula). Em 1978, o escritor Janet Langlois publicou um livro intitulado “Mary Whales: Eu acredito em você”, neste ensaio o escritor tentou explicar a lenda urbana que naquela época já era conhecida.
O livro era baseado em versões de pessoas que teriam testemunhado a aparição de Mary. Em outra versão desta lenda urbana, contam que uma criança disse o nome de Mary 47 vezes na frente do espelho até que uma mulher saiu de lá com uma faca na mão e uma verruga enorme no nariz. 


Simon J. Bronner publicou um livro em 1988 intitulado “Rituais Mary Worth”, onde ele conta uma versão diferente da origem de Mary que aparentemente seria uma mulher assassinada em uma floresta atrás de uma escola, segundo este livro , para chamar Mary é necessário furar um dos dedos com um alfinete e depois , de olhos fechados, deve se pronunciar por 10 vezes a frase “eu acredito em Bloody Mary”, e quando os olhos forem abertos poderá ser visto uma menina no espelho com cabelos longos, pele pálida e um corte em seu rosto. A explicação para ter que chamar Bloody Mary na frente de um espelho deve –se ao fato de que no mundo espiritual, acredita-se que os espelhos são uma espécie de portal entre o mundo dos espíritos e o nosso.

Espelhos: A Lenda pode ser Real!

A lenda diz que se evoca Bloody Mary usando um espelho. Ele é a chave para a evocação poder dar certo, pois para muitos estudiosos, os espelhos são uma espécie de portal entre o mundo dos espíritos e o nosso.

Já publiquei aqui no blog um post chamado "Como Abrir Portais" e no ritual ensinado nele, é usado um espelho.
Faça sua experiência e veja se consegue ver algo através do espelho:

De frente para o espelho, fixe sua visão
num ponto imaginário entre seus olhos.
Material necessário:
- Um espelho médio 

- Uma vela, fósforos e pires / lanterna fraca
- Ambiente escuro ou meia luz.

Em um ambiente escuro acenda um a vela sobre o pires ou prato (faça isso longe de objetos inflamáveis).
Fique a uma distância de aproximadamente uns 40cm do espelho (em pé ou sentado). Coloque a vela a sua direita (ou no chão), um pouco afastado e de modo que ilumine sutilmente sua face. Fixe sua visão em um ponto imaginário entre seus olhos. Evite piscar, fique com os olhos aberto.

Resultados:
Seus olhos ficarão cansados. Neste ponto da experiência, um portal se abrirá atrás de seu reflexo. Importante não desvie sua atenção, fixe no ponto entre seus olhos observe a totalidade do espelho apenas com a sua visão periférica.

O que você poderá ver, entre outras coisas:
- Um mundo estranho se formando atrás de você...
- Seu rosto se transformará em outro...
- Seu rosto poderá perder a pele mostrando os ossos...
- Um ser estranho poderá surgir no espelho, um vulto poderá aparecer

A experiência poderá ser repetida em outros cômodos da casa e em cada cômodo uma visão diferente poderá surgir no espelho.


Bloody Mary na Mídia

Filmes e séries já falaram da lenda da Bloody Mary. O episódio 05 da 1ª temporada da famosa sérieSupernatural se chama Bloody Mary e como você já deve ter sacado, fala sobre a Bloody Mary


.

O Misterio de Candyman

Um filme a explorar a lenda de espelhos foi O Mistério de Candyman (1992). Sinopse:Uma estudante decide provar que Candyman, um terrível espírito escravo, não existe. Ela, então, segue para o local de um crime brutal e o invoca - após pronunciar o nome dele cinco vezes diante de um espelho. Para sua surpresa, ele surge iniciando uma série de horríveis assassinatos.

Lenda Urbana 3 – A Vingança de Mary

                         

Em 2005 o lançaram o filme Lenda Urbana 3 - A Vingança de Mary (no original em inglês, Urban Legends: Bloody Mary). Sinopse: Em uma noite de formatura, um trio de amigas de colégio recitam um encantamento, libertando um mal espírito do passado com consequências mortais. Naquela mesma noite, as garotas são raptadas por uma gangue da escola. Depois de resgatadas, seus molestadores recebem suas justas punições, morrendo um a um em uma reação em cadeia de crimes horripilantes, cada um com algum estilo de Lenda Urbana. Isso tudo não passa de uma brincadeira de mau gosto de colégio levada ao extremo ou será que a vingança de Mary está atacando novamente?

O Jogo Dos Espelhos


Em 2006 foi lançado o filme "O Jogo dos Espelhos" (Bloody Mary em inglês). Sinopse: Tarde da noite, nos corredores de um hospital psiquiátrico, um grupo de lindas enfermeiras conduzem um ritual de magia negra quando as coisas saem do controle e uma delas acaba morrendo na escuridão do hospício. Uma novelista best selling, Natalie Fitzgerarld volta para casa quando sua irmã misteriosa desaparece. Mal sabe ela, que a jovem entrou no poderoso "Jogo do Espelho" e nada pode detê-las deste ritual. Preparem-se O Jogo do Espelho vai começar

A Lenda de Bloody Mary



Em 2008 foi a vez de lançarem o filme A Lenda de Bloody Mary (original em inglês:The Legend Of Bloody Mary). Sinopse: Ryan é atormentado por pesadelos desde a noite que sua irmã, após acessar um site na internet que ensinava como invocar o espírito de Bloody Mary, desapareceu misteriosamente. Agora, anos depois, sua namorada não aguenta mais ver o sofrimento de Ryan e pede ajuda para um antigo professor do rapaz. Padre O’Neal, além de professor e padre é também arqueólogo e decide ajudar Ryan, investigando o que aconteceu naquela fatídica noite e descobrir, de uma vez por todas, a verdade sobre a lenda de Bloody Mary.
Existem outros filmes, como o Mary Mary Bloody Mary e o terror porno Bloody Mary 3D!

15 de julho de 2017

O Mistério de Matos



Era apenas mais um dia comum de Domingo tedioso e um tanto quanto estranho assim como qualquer outro dia de Domingo, aquela sensação de que algo podia acontecer a qualquer momento ou mesmo aquela que nada aconteceria nunca faziam o seus papeis. Alan trabalhava em uma lanchonete de hambúrgueres a 60 km de sua cidade, ele contava nos dedos para ver o relógio marcar 00H00MIN que era quando largava o serviço e ia para casa para sua segunda-feira de folga. O dia foi calmo e tranqüilo, sem novidades, ou melhor, o movimento esperado era grande, porém aquele dia nada aconteceu de interessante, tinha sido mais um Domingo tedioso como todos os demais. Na hora de ir embora Alan se despediu de seus companheiros de serviço e pegou sua moto. A noite estava fria e parecia que uma chuva cairia a qualquer instante pelo nublado do céu, no meio da estrada o pneu da moto de Alan furou, com sorte encontrou uma borracharia em um posto de gasolina onde aproveitou para abastecer e colocar sua capa de chuva. O relógio marcava 00H45MIN quando a sua moto estava liberada, o rapaz queria apenas chegar a sua casa, pagou o borracheiro e acelerou estrada a fora a fim de chegar o quanto antes. A estrada estava vazia, o que não era normal para um fim de Domingo, a chuva começou a cair e aumentava gradualmente em todos os km percorrido, uma van aproximou de sua traseira rapidamente, parecia querer ultrapassar, Alan foi para o acostamento após dar seta a van entrou em seu espaço e ficou parelha com ele por alguns segundos o suficiente para que ele visse algo bizarro, a van estava carregada de corpos, sim eu disse corpos , não eram pessoas vivas e sim corpos mortos, uns ate mesmo decapitados , Alan perdeu o controle de sua moto por alguns instantes e quase caiu, demorou  alguns segundos para voltar a si, deixou a van seguir e seguiu a 60 km ainda atônito depois do que viu, tentou ver a placa porem esta estava tampada com uma tinta preta como se estivessem escondendo algo muito errado. Ao chegar a sua casa foi para o banheiro e tomou seu banho, tentou ligar a policia porem sem sucesso de contato algo muito estranho estava acontecendo podia sentir, sem fome e ainda enjoado com a cena foi dormir após tomar dois comprimidos de calmante. Os dias passaram e aquela lembrança apesar de antiga ainda fazia parte de suas recordações, alias nunca sairia de sua mente. Certo dia em sua casa ligou a televisão onde se deparou com a seguinte noticia “Van foi encontrada em ribanceira, nenhum corpo foi encontrado, uma van que seguia sentido Matos foi encontrada capotada em uma ribanceira na rodovia 453 próximo a ponte grande...” Alan não podia acreditar no que estava vendo, a van que passara por ele estava ali naquele local capotada, o que mais lhe perturbava e martelava sua cabeça era onde se encontravam os corpos. Até hoje ninguém sabe o que realmente aconteceu com a van e de onde essa veio, nenhum corpo foi encontrado até os dias atuais e a van foi levada ao ferro velho onde foi sucateada. Alguns moradores da região rural próxima a Matos começaram a reclamaram com as autoridades dias após o ocorrido que seus animais estavam desaparecendo, outros eram encontrados mutilados, como se algum animal os tivessem atacado. Um senhor de 56 anos disse que quando seguia para trabalhar em sua lavoura avistou de longe uma pessoa com marcas de sangue pela roupa e que esta quando a chamou esta correu como um animal e desapareceu em meio a mata.

Se copiar colocar devidos créditos , obrigado!

Ass : Glaucow Maciel Freitas 

13 de julho de 2017

7# Paul Bernardo - 1964-Hoje (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)


O estuprador de Scarborough aterrorizou o Canadá com crimes sádicos, cometidos junto da esposa, Karla Homolka.

Nascido em 1964, fruto de uma família desajustada, Paul testemunhou vários episódios de agressões cometidas pelo pai Kenneth Bernardo, contra a mãe. Em 1975, o patriarca foi acusado de abusar sexualmente da própria filha. Paul se formou na universidade de Toronto, Canada, e maltratava a namorada. Entre 1987 e 1990, uma onda de estupros e tentativas de agressões sexual vitimou garotas de 15 a 22 anos de idade na região de Scarborough, Ontário. Todas as garotas sobreviveram porém os episódios eram violentos e quase sempre a investida sexual era acompanhada por espancamento.

Paul foi considerado suspeito pela policia de Ontário em meio a outros 130 homens. Foi interrogado e liberado. Em 1990, começou um namoro, com a obsessiva e submissa Karla Homolka. Durante o namoro Paul se mostrava ineressado pela cunhada Tammy Homolka, irmã de Karla. Karla deu acesso livre ao quarto de Tammy na época com 15 anos para o namorado a observa-la. Em 1990 o casal embebedou Tammy e a anestesiou a deixando fora de si. Karla queria oferecer a virgindade da irmã para Paul como presente de Natal. A agressão foi filmada por Karla. Inconsciente Tammy morreu sufocada com o próprio vomito. O casal limpou a garota e a levou ao seu quarto antes de chamar o socorro. O evento foi avaliado como morte acidental e o casal saiu livre. Karla e Paul se casaram em 1991, mesmo sob agressão do marido, Karla apoiava e participava de suas praticas sexuais.

O casal sequestrou mais duas garotas de 14 e 15 anos. Ambas foram mantidas em cativeiro e torturadas sexualmente por Bernardo enquanto Karla filmava, após alguns dias as vitimas vieram a faleceram. Um dos corpos foi cimentado e jogado em um lago, o outro foi desovado em uma vala na cidade de Burlington. Espancada com frequência pelo marido Karla fez acordo com a policia em troca de depoimentos. A esta altura as amostras de DNA já faziam de Paul o principal suspeito de ser o estuprador de Scarborough. Em 1993 após um julgamento cheio de acusações mutuas, Paul pegou prisão perpetua. Karla foi condenada a 12 anos.


Que fim levou? Paul continua preso na cadeia de Bath, em Ontário e Karla foi solta em Julho de 2005 sob condicional. 

FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.

11 de julho de 2017

O Patinho e sua Guitarrinha


O tempo passava e já estávamos a mais ou menos meia hora sem luz, pegamos então a nos contar piadas e casos um para o outro já que tinha tempo que não nos encontrávamos, foi quando uma luz surgi de um dos quartos da casa.


Estava eu na casa de um amigo as 11h da noite e jogávamos um jogo chamado Resident Evil 2. Na época eu tinha aproximadamente 14 anos e este meu amigo também. A gente estava vidrado no jogo pois já tínhamos o zerado uma vez com cada personagem e estávamos abrindo fases especiais e já estávamos praticamente na final de uma destas, quando de repente as luzes e todos os aparelhos eletrônicos desligaram, era um apagão, ficamos as escuras e muito putos da vida mais resolvemos esperar ate a luz normalizar. O tempo passava e já estávamos a mais ou menos meia hora sem luz, pegamos então a nos contar piadas e casos um para o outro já que tinha tempo que não nos encontrávamos, foi quando uma luz surgi de um dos quartos da casa,  ficamos ali tentando imaginar de onde ela vinha, meu amigo então se levantou, mas logo sentou pois o que vira fez com que suas pernas tremesse e abalasse na mesma hora,  como se estivesse hipnotizado ele permaneceu imóvel, foi quando tentei levantar e vi o motivo de seu susto a luz agora estava no corredor, e bem ali em nossa frente um patinho de pelúcia caminhava pelo corredor em nossa direção, ele tinha contigo uma guitarrinha de brinquedo que acendia a cada passo e cantava uma musiquinha que era no mínimo macabra para nossos ouvidos ,a medida que esta figura caminhava em nossa direção os pelos do meu braço iam se arrepiando e o suor surgia gota a gota de todo meu corpo, ele aproximou a mais ou menos um metro de distancia e voltou para o quarto. Ao entrar no quarto a luz voltou e tanto eu quando meu amigo saímos de algo que parecia um transe hipnótico. Na mesma hora fomos ate o quarto para ver onde estava a figura e esta já não se encontrava mais em movimento estava parada com a guitarrinha logo ao seu lado em uma das prateleiras de brinquedo do irmão mais novo de meu amigo.

Se copiar colocar devidos créditos.
http://horrorurbano.blogspot.com/
Escrita por : Glaucow Maciel Freitas

9 de julho de 2017

Vídeos proibidos da WEB ( + 18 )


5 -



4 -



3 -



2 - 



1 - 





6 de julho de 2017

O Policial

Estava em meu apartamento as três da madrugada entediada sem ter o que fazer, fumava um cigarro e escutava clássicas musicas do Aerosmith, a chuva que caia parecia passageira, mas já caia às um bom tempo, estava sem sono.





Estava em meu apartamento as três da madrugada entediada sem ter o que fazer, fumava um cigarro e escutava clássicas musicas do Aerosmith, a chuva que caia parecia passageira, mas já caia às um bom tempo, estava sem sono então comecei a escrever minhas historias para o blog foi quando de repente alguém bate na porta e diz : -Abre a porta e a policia , fiquei assustado afinal o que a policia queria ali aquela hora , e se não fosse a policia e sim algum assaltante ou algo do tipo , então me levantei e me coloquei a frente da porta e perguntei quem era , e o tal policial se identificou como CB.Hugo e disse que para confirmar era só eu olhar da janela que teria uma viatura encostada embaixo a janela do apartamento foi o que fiz imediatamente foi quando olhei e não tinha absolutamente nada ali o único caro encostado ali por perto era a perua do Sr.Raul vendedor de Pamonha. Voltei então a porta e falei que não tinha viatura nenhuma encostada ali e que não iria abrir , então o tal suposto policial insistiu mas falei que não tinha como por que não sabia se ele era realmente o que dizia ser e pelo olho mágico não conseguia ver ninguém , imediatamente peguei o telefone e liguei para o quartel e falei do policial que estava na porta do apartamento falei do seu nome e o que ele queria , então do outro lado da linha o atendente perguntou se aquilo era um tipo de piada ou trote sem graça , respondi que não  e que de fato tinha um policial chamado Hugo e queria que eu abrisse a porta pra ele , o cara que estava do outro lado da linha ficou irritado e começou a me xingar falando que aquilo não tinha graça e perguntou se eu não tinha mais o que fazer e falou que se eu ligasse novamente teria o numero rastreado e iria ir preso, eu realmente não entendi nada , foi quando voltei a porta e notei um silencio e percebi que não tinha mais ninguém do outro lado resolvi então devagar abrir a porta e não encontrei ninguém , fiquei assustado e pensando o que teria acontecido, mas fui dormir. No meio da noite tive um pesadelo onde um policial morria em uma troca de tiro e em sua identificação estava escrito CB.Hugo. No outro dia acordei e contei do ocorrido para o sindico ele arregalou o olho como se eu contasse uma historia de terror, eu perguntei o porquê da sua surpresa então ele disse que o CB.Hugo morreu a dois anos atrás vitima de homicídio , e que ele morava no mesmo apartam em que eu o 06 , ele tentou correr para o apartamento mas sua esposa que estava em casa se recusou abrir a porta por fazer parte do esquema e então o homicida o matou com quatro tiros a queima roupa ele não teve ao menos reação.


By:Ghostface GM
BLOG :http://horrorurbano.blogspot.com/

Se Copiar Colocar Os Devidos Créditos

5 de julho de 2017

6# John Wayne Gacy- 1942-1994 (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)

Os pais, Marion e John, marcaram a infância de Gacy, em Chicago. Como era mais próximo da mãe e das irmãs, tinha interesse por cozinha e jardinagem. Por isso era ridicularizado pelo pai, que sofria de alcoolismo, na frente de familiares e amigos.Em 1954, Gacy virou escoteiro para agradar ao pai. Uma doença cardíaca congênita porém, limitava as atividades do garoto, que passou a ser visto como o “doentinho” da turma. As escondidas John se vestia de mulher usando as roupas da mãe para se ver na versão feminina.

Por trás das mascaras de líder comunitário, homem de negócios e animador de festas infantis, se escondia um serial killer perigoso.

Os pais, Marion e John, marcaram a infância de Gacy, em Chicago. Como era mais próximo da mãe e das irmãs, tinha interesse por cozinha e jardinagem. Por isso era ridicularizado pelo pai, que sofria de alcoolismo, na frente de familiares e amigos.Em 1954, Gacy virou escoteiro para agradar ao pai. Uma doença cardíaca congênita porém, limitava as atividades do garoto, que passou a ser visto como o “doentinho” da turma. As escondidas John se vestia de mulher usando as roupas da mãe para se ver na versão feminina.
Algumas das vitimas de Gacy

Aos 22 anos mudou-se para Springfield, no estado de Illinos, onde se casou em 1964 e teve sua primeira experiência homossexual. Dois anos depois, levou a família para Waterloo, estado de Iowa, onde trabalhou para o sogro como gerente de lanchonete. John convidou um garoto, filho de membros da associação comunitária que liderava, para uma sessão de filmes caseira. Embebedou o jovem para receber sexo oral e pagou para que ele se calasse. Em 1968, foi denunciado pelos pais do abusado e pegou dez anos de prisão.

Em 18 meses Gacy saiu do xadrez por bom comportamento, porém perdeu contato com sua esposa e seus filhos. Voltou para Chicago para morar com a mãe. Abriu uma pequena empresa de construção e casou novamente em 1972. Em uma recaída abusou de um rapaz, desta vez o matou.

Vestido de Pogo, o palhaço, Gacy animou festas e distraiu crianças em hospitais. Em 1975, após o segundo divorcio, estuprou e estrangulou um rapaz de 16 anos, iniciando uma série de assassinatos. Estima-se que até 1978, tenha violentado e matado mais de 32 jovens. Em 1978, matou um atendente de farmácia, sem deixar vestígios, mas ao ser interrogado não convenceu a policia e passou a ser vigiado. Num jantar oferecido pelo próprio suspeito, os oficiais que o vigiavam notaram odores estranhos e descobriram ossadas enterradas.
 
Poço onde foi encontrada as ossadas



Que fim levou? A alegação da defesa de que Gacy teria múltiplas personalidades , não colou. O palhaço foi condenado á morte em 1980 e executado com injeção letal em 1994.

FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.

4 de julho de 2017

O Vizinho Desconhecido


Os dias passaram e aquela figura me incomodava, o tempo passou e comecei a me sentir observado durante o dia e durante a madrugada quando dormia, não estava bem, precisava tirar aquilo a limpo.


Havia acabado de me mudar para um apartamento modesto e pequeno, pois morava sozinho e o aluguel da casa onde estava era muito alto para minha renda. O apartamento era muito acolhedor e do jeito que eu precisava e iria me atender muito bem, tinha um quarto, cozinha , sala e banheiro , nada mais , somente o que necessitava. O lugar era um prédio de dois andares e pequeno comparado com os demais da cidade onde se localizava , não conhecia ninguém da vizinhança , ate porque era novo ate mesmo no serviço que tinha arrumado . Certo dia estava indo para o serviço e ao sair do meu apartamento notei um figura no fim do corredor, acenei a fim de obter respostas, mas nada, pensei que seria talvez alguma pessoa mal humorada e que não era de muitas amizades . Na volta do serviço já as 19h da noite quando chegava em casa passando pelo corredor notei a mesma figura parada aos fundos , parecia segurar algo e ao me ver assustou , adentrando correndo um porta  . Os dias passaram e aquela figura me incomodava, o tempo passou e comecei a me sentir observado durante o dia e durante a madrugada quando dormia, não estava bem, precisava tirar aquilo a limpo. Certo dia encontrei um dos vizinhos, ele me cumprimentou e logo achei oportuno perguntar da tal figura , ao lhe dizer ele ficou meio assustado e disse que também já a tinha visto , mais que não sabia do que se tratava , e que também era novo ali , resolvi então deixar de lado a pedido dele , o tempo passou e formamos um laço de amizade , visitávamos uns aos outros , mais algo ainda me incomodava . Um dia estava chegando de um barzinho onde estava com alguns amigos , ao virar no corredor notei novamente aquela silhueta , ela parecia olhar fixamente para mim , eu a encarei por instantes e ela fez um sinal de silencio , quase podia escutar o chiado “Shhhhh!” , fiquei assustado com aquilo e entrei no meu apartamento. No dia seguinte ao acordar notei muito barulho e movimento no prédio , ao sair notei que a policia e outras autoridades ocupavam o local , perguntei do que se tratava e fui informado que um maníaco tinha invadido um dos apartamentos e matado toda família entre elas uma criança de 2 meses da qual tivera arrancado o coração , fiquei horrorizado e resolvi chamar Matt o meu vizinho , ao bater em sua porta ninguém atendeu , liguei para seu telefone e estava ocupado , pensei que podia ter acontecido algo com ele também , já que no prédio havia apenas nos 3 e mais um casal de idosos que estavam de férias na casa dos filhos , perguntei o policial então se tinham noticia do suspeito ou alguma coisa do tipo , mais não me disseram nada pois ainda não tinham pistas do que tinha ocorrido . Os meses passaram e as coisas acalmaram , estava vendo TV e jantando quando uma reportagem me chamou atenção , mostrava que Matt aquele mesmo que tinha conhecido e feito amizade estava foragido e que estava sendo procurado pelo crime que ocorreu em meu prédio , aquilo fez com que eu soltasse o prato e ele caísse se espatifando no chão , fique horrorizado e espantado ao saber que meu suposto amigo era um psicopata e que ainda estava solto , me mudei assim que pude do local e nunca mais voltei . Ate hoje ele esta foragido e crimes como estes ocorrem ate hoje , a policia diz tratar da mesma pessoa um serial killer que usa as pessoas para magias negras e necromancia . Até hoje escuto seu pedido de silêncio .  

Sé copiar colocar devidos créditos , Obrigado.

Ass : Glaucow M Freitas ;*

1 de julho de 2017

Phineas e Ferb - A Teoria



Olá pessoal, tudo bem? Esse dias eu estava navegando na internet e achei um textinho aonde dizia que o famoso desenho chamado "Phineas e Ferb" é uma história real. Como isso me chamou atenção, resolvi pesquisar e encontrei um texto maior, porém ele foi traduzido no google tradutor e foi bastante difícil de entender. Como eu sou boazinha, eu arrumei o texto e facilitei ele para a leitura. E agora, confiram a verdadeira história:

"No ano de 1993 em uma casa humilde, viveu uma garota chamada Candace Flynn, que tinha esquizofrenia. Quando Candace era apenas uma criança, seus pais se divorciaram, deixando aos cuidados da sua mãe que nunca foi de dar muita atenção a ela. Ao nascer seu irmão Phineas, que sofre de hiperatividade e Ferb seu meio-irmão, que nasceu com um caso grave de retardo mental, que entre outras coisas o impede de falar, as coisas foram de mal a pior para o desenvolvimento de Candace, fora a sua imaginação... a jovem sempre imaginava seus irmãos construindo “coisas” e vivendo grandes aventuras. Durando o dia, Candace dizia a sua mãe sobre “as grandes aventuras que seus irmãos viviam” e é claro que a mãe da jovem não via nada. Preocupada com isso, a mãe vai para um especialista, o psiquiatra Heinz Doofenshmirtz, que deu remédios fortes para Candace tomar; com esses medicamentos psiquiátricos que foram destinados para acalmar a jovem, só pioraram e isso levou a um vício crescente que a introduziu a experimentar drogas mais pesadas a cada vez.


 A garota, cansada de que ninguém acreditava que suas histórias sobre os seus irmãos fossem reais, decide escrever em um diário tudo que acontecia na vida dos seus irmãos... nas suas criações e aventuras. Em 2007, Candace Flynn, de 14 anos é encontrada morta em seu quarto, juntamente com uma nota de suicídio escrita na última página de seu diário; de acordo com médicos legistas, Candace morreu de uma overdose intencional de várias drogas. Até o final de 2007, a mãe de Candace aflita com tudo, decide vender essa história(que estava no diário), para o Disney Channel, que mostra interesse na compra e em 01 de fevereiro de 2008, uma história distorcida e reforçada chamada de "Phineas e Ferb" estréia mundialmente e é adorado por todos, que sem saberem a  verdade, passam horas na frente da TV assistindo essa doce história feliz."

Historia de não minha autoria ;*
http://www.estanteparalela.com/2013/04/disney-verdadeira-historia-de-phineas-e.html

30 de junho de 2017

A Criatura




Na cidade onde moro no interior de MG uma lenda espalhou por toda cidade de forma rápida, algo criado apenas para afugentar as crianças que badernavam na madrugada espalhando lixo e bagunçando se tornou uma febre entre os moradores. Uma historia horrenda sobre uma criatura que vaga pela cidade na madrugada, o povo a chama de "o torto", muito disso não se passa de folclore e uma lenda urbana, porem muitos afirmaram ter visto a criatura, a descrição e de uma mulher que anda de quatro, porem seu rosto pouco deformado e o corpo com uma estrutura óssea estranha, ela vaga pela madrugada a procura de animais, desde que essa historia fora inventada os animais abandonados na rua diminuíram e sumiram de forma misteriosa, algumas pessoas reclamaram que seus animais de estimação, além de crianções como galinhas e ate mesmo gados também sumiram. Certo dia uma amiga minha voltava para a casa da escola de madrugada pois passara no namorado, o vento era frio e a encolhia em seu casaco a neblina deixava sua visão embaçada e difícil, ao passar próximo a capela da cidade notou uma figura subindo as escadarias , ao olhar fixamente ficou arrepiada e muito assustado a criatura apesar de parecer humana não se comportava de forma como tal por estar de quatro e carregar algo que parecia um gato em sua boca , assustada correu para sua casa enquanto a criatura levava sua presa . Outros relatos foram dados como a de um senhor que acordou na madrugada e foi para os fundos onde ficava o filtro, ia tomar água, chegando lá notou um barulho fora do comum em seu quintal ao aproximar percebeu que suas galinhas estavam mortas, o mais intrigante que não escutara barulho algum na madrugada e quem fez aquilo fez tudo de forma silenciosa e sorrateira, ao olhar ao fundo notou uma mulher andando normalmente para o fundo, ele tentou aproximar, porem essa tirou um galope e sumiu .Eu particularmente nunca acreditei nessa tal criatura , apesar de curtir coisas do tipo e acreditar em muita coisa ,mas isso nunca me convenceu . Certo dia voltando da casa de um amigo onde tive de pegar um trabalho para apresentar no dia seguinte na escola, passava próximo a capela quando uma figura saltou de uma arvore a 10 metros da minha frente, eu parei de imediato e aquela figura me fitava como um predador, aquilo me fez paralisar por completo, fiquei ali parado, a rua estava deserta, parecia que todo mundo resolveu ficar em casa justamente em tal momento, caminhei lentamente a fim de ver melhor do que se tratava à cada passo meu para frente à criatura vinha ao meu encontro , esforcei as vistas e pude notar a tal criatura , ela estava coberta de sangue e mancava, parecia machucada , porem me olhava de forma amedrontadora , fiquei quieto com se esperasse por um tipo de aproximação, já que estava imóvel, quando ela começou a vir mais rápido em minha direção , por uns instantes escutei um apito vindo de trás da capela a criatura já a 7 metros deu meia volta e correu sumindo por trás da capela , aquilo me deixou intrigado e com muito medo , o que era aquela criatura e de onde sairá ? Porque correu ao escutar o misterioso apito. Desde este dia evito andar tarde pela rua, as queixas continuam por toda a cidade e muitos disseram que já foram atacado pela criatura, agora, de onde a mesma surgiu? E onde estava há tantos anos já que fora vista apenas de um ano para cá. Uma coisa que creio e que à medida que as pessoas criaram aquilo e acreditaram na figura a mesma começou a criar forma da mesma forma que se muitas pessoas acreditaram em algo e pensarem naquele possível acontecimento essa coisa pode acontecer, já que o poder da mente e muito forte, seria uma criatura criada por mentes agora assustadas por sua criação?

Se copiar colocar devidos créditos , obrigado !

Ass : Glaucow M Freitas

29 de junho de 2017

La llorona (A Chorona)

Alguns curiosos que foram espreitar para ver de onde vinha tal choro avistaram uma mulher vagando pela cidade sem rumo. Essa mulher fica por ai, andando e chorando pela cidade, sem saber os motivos as pessoas temem pela situação.



Na cidade onde moro exatamente as três da madrugada pessoas que ainda estão acordadas dizem escutar barulho de choro pela cidade, um choro de agonia e desespero e às vezes gritos, ninguém sabe de onde vem esse choro, mas pode ser escutado por todos que moram na cidadezinha de Pitui. Alguns curiosos que foram espreitar para ver de onde vinha tal choro avistaram uma mulher vagando pela cidade sem rumo. Essa mulher fica por ai, andando e chorando pela cidade, sem saber os motivos as pessoas temem pela situação . Certo dia Sr.João acordou na madrugada com alguém o chamando na porta de sua casa, ao olhar o relógio notou que era exatamente as três da madrugada, olhou pela janela e viu a figura daquela mulher parada próximo a sua porta, ela batia na porta enquanto chorava, ele ignorou e foi deitar com muito medo, ficou na cama ate o barulho parar até que notou que o choro aumentava como se a figura estivesse aproximando, se cobriu ate que pegou no sono. Na manha seguinte ao acordar notou que a sua casa estava revirada e próximo a mesa alguns fios de cabelo sujos de sangue , avisou a policia que inúmeras vezes procuraram pela tal mulher e não a encontraram , trataram então de abordá-la na madrugada, ao aproximar e chamar ela olhou e o choro ficou mais agonizante e desesperador, ela então disse algo como “Preciso partir, preciso partir” e correu desesperadamente sem razão. Até hoje ninguém sabe quem e essa tal mulher, como ela foi parar ali e o que ela quer, a única coisa que se sabe e que ela vaga pela cidade ainda causando medo e curiosidade nas pessoas daquele local.  
Se copiar colocar devidos créditos , obrigado !

Ass : Glaucow M Freitas

26 de junho de 2017

5# Pedrinho Matador- 1954 - até Atualmente (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)


Pedro Rodrigues Filho ficou famoso por assassinatos cometidos fora e dentro da prisão, tirou a vida de 48 companheiros e xadrez.

Pedrinho nasceu em uma fazendo em Santa Maria do Sapucaí, em Minas Gerais. Agressões cometidas pelo seu pai desde quando ele estava na barriga da mãe lhe rendeu traumas no crânio. A primeira vez que sentiu vontade de matar foi aos 13 anos quando brigou com um primo. Até os 14 anos frequentou a escola municipal em que o pai era vigia e fora acusado de roubar merendas. A demissão de Pedro Rodrigues significou uma sentença de morte dupla. Pedrinho matou pela primeira vez, vingando do prefeito e vitimando outro vigia que teria sido o verdadeiro ladrão.

Em fuga para Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, onde assumiu um ponto de drogas de um traficante recém-falecido, levando a viúva de lambuja. Para firmar posição, matou três traficantes ligados ao ex-gerente da boca. De quebra ainda recrutou “soldados” para proteger o negocio. Antes dos 18 anos conheceu sua paixão, Maria Aparecida Olímpia. Ao encontra-la morta em casa, partiu para outra vingança. Torturou e matou várias pessoas antes de apagar o mandante do crime, um ex-rival, numa festa de casamento na ocasião, Pedrinho matou outros 5 e feriu 16.  

Já era um procurado famoso quando foi preso pela primeira vez, denunciado pelo pai da sua namorada. Sua reputação de matador já corria pela prisão, onde, finalmente, aprendeu a ler e escrever. Aos poucos, foi perdendo contato com o trafico e com o mundo exterior. Até que tentaram baixar a bola do rapaz na cadeia. Cinco caras armaram uma emboscada contra ele no pátio da prisão. Para se defender Pedrinho improvisou uma faca e, no fim da encrenca, matou três e feriu dois, que fugiram. A fama de matador só aumentava...No julgamento ficou decepcionado pois ficou sabendo que só seria acusado de 18 homicídios, ele jura ter matado mais de cem pessoas, incluindo o próprio pai. Suas penas somadas, dariam mais de 128 anos de cadeia, porém, suspeita-se que Pedrinho inventava vários de seus crimes.


Que fim levou? Foi liberado em 2007, mas preso de novo em 2011, na cidade catarinense de Camboriú, por ter participado de rebeliões quando estava preso. Em 2016 foi beneficiado por um induto da justiça e foi solto.


FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.

24 de junho de 2017

Meus Bebês

Na área rural do sul, Illinois, uma empresa de brinquedos, começou a vender bebês de brinquedo



Na área rural do sul, Illinois, uma empresa de brinquedos, começou a vender bebês de brinquedo "extremamente realistas" para as futuras mamães. Mas, aparentemente, depois que a mulher tinha seu filho, o bebê de brinquedo começava a chorar. No final das contas, o "movimento de balanço", antes anunciado para acalmá-lo, não adiantaria; para ele parar, você não poderia parar de balançá-lo. Com o passar do tempo, quando ele começava a chorar, os pais teriam que bater nele, e as surras teriam que ficar mais e mais fortes para que ele ficasse quieto. A única coisa que parecia silenciá-lo permanentemente era arremessar sua cabeça contra a parede, destruindo qualquer mecanismo. Porém, em várias ocasiões, os vizinhos chamavam a polícia para relatar o abuso de crianças. Quando os policiais chegavam, encontravam o sangue escorrendo continuamente na parede e chão. Na maioria dos casos, a mãe não conseguia entender porque a polícia estava lá. Ela simplesmente havia se livrado da "boneca estúpida", a maioria enquanto falavam isso balançavam um boneco em formato de bebê nos braços.

Lenda de não minha autoria .

Parceiros : https://www.facebook.com/pages/Terror-%C3%A9-outro-n%C3%ADvel/585254004824689?fref=ts